Ouvidoria Judiciária Leva Capacitação aos Servidores das Comarcas de Dianópolis e Almas

Data do post: 10/10/2017 18:50:26 - Visualizações: 208

Fortalecendo a cultura da informação e da transparência, a ouvidoria Judiciária desenvolve ações que buscam criar mecanismos para ser, cada vez mais, um canal efetivo de comunicação da Justiça com os cidadãos. 

Tribunal de Justiça-TODando sequência ao ciclo de visitas institucionais, nesta terça-feira (10/10) a equipe técnica do órgão foi recebida por magistrados e servidores das comarcas de Dianópolis e Almas.

Durante o encontro, a ouvidora judiciária, desembargadora Ângela Prudente, ressaltou os projetos desenvolvidos pela Ouvidoria. “Temos a missão de ser o canal direto de comunicação entre o cidadão e o Poder Judiciário. Para aperfeiçoar a nossa prestação de serviços, passamos por várias etapas que foram desde a reestruturação do órgão, passando pela divulgação junto ao público externo e agora estamos fazemos esse trabalho buscando levar ao nosso público interno o conhecimento sobre a Ouvidoria”, afirmou a magistrada.

Na Comarca de Dianópolis, o diretor do Foro, juiz Jossanner Nery Nogueira Luna, ressaltou os benefícios trazidos por outro projeto da Ouvidoria: a instalação dos totens de atendimento. “Tem colaborado muito com a prestação jurisdicional. Os totens nos fóruns demonstram a transparência nos serviços do Tribunal de Justiça-TOPoder Judiciário. O cidadão acessa o canal direto de comunicação online permitindo que a Justiça tenha conhecimento de sua demanda, o que nos permite emitir respostas de forma ágil e eficiente”, pontuou.

Lei de Acesso à Informação

Fomentando a política da transparência e capacitando os servidores para um atendimento ainda melhor, durante as visitas os servidores das comarcas passaram por capacitação sobre a Lei de Acesso a Informação (lei nº 12.527/2011).

Na Comarca de Almas, a participação efetiva dos servidores demonstrou a aprovação do público com a ação. “Penso que a Lei de Acesso à Informação foi criada para melhorar o atendimento e ser uma ponte entre o Judiciário e a população, que são os maiores beneficiados. A capacitação veio para auxiliar nos nossos trabalhos de assistência às partes”, afirmou a servidora Ludmilla Rodrigues S. Souza.

Tribunal de Justiça-TOJá o servidor da Comarca de Dianópolis, Mário Sérgio Melo Xavier, destacou que as ações da Ouvidoria Judiciária permitem medir o nível de qualidade no atendimento aos jurisdicionados e advogados. “Nos ajuda a ter ainda mais controle sobre as demandas que são enviadas e fazemos o possível para atendermos o mais prontamente”, concluiu.

Atendimento

Canal de comunicação destinado a dúvidas, reclamações, sugestões e elogios, a Ouvidoria Judiciária do Poder Judiciário atende pelo 0800 644 4334, por e-mail (ouvidoria@TJTO.jus.br) ou por carta para o endereço Palácio Rio Tocantins, Praça dos Girassóis, S/Nº, Palmas – Tocantins, CEP 77015.007

As 42 comarcas do Tocantins possuem totens de atendimento da Ouvidoria Judiciária instalados e em funcionamento.



Fonte: Tribunal de Justiça-TO