MPF Promove Ação Alusiva ao Dia Internacional de Combate à Corrupção em Tocantins

Data do post: 06/12/2017 17:41:49 - Visualizações: 233

Evento ocorrerá no próximo dia 7 e será aberto público.

Ministério Público Federal-TOPara lembrar o Dia Internacional de Combate à Corrupção, comemorado em 9 de dezembro, o Ministério Público Federal (MPF) realiza, em todo o Brasil, ações para conscientizar sobre a importância no combate a este tipo de crime. As atividades visam, principalmente, tratar sobre a corrupção endêmica no país.

O início das ações alusivas ao Dia Internacional de Combate à Corrupção foi marcado pelo evento realizado na Procuradoria-Geral da República (PGR) em parceria com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) na segunda-feira (4).

Na ocasião, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, assinou três pactos que reafirmam o compromisso do MP Brasileiro no combate à corrupção. Também foram apresentados os primeiros resultados da campanha #TodosJuntosContraCorrupção, lançada em setembro com objetivo de fomentar discussões sobre o impacto deste crime no cotidiano, com a premiação de 22 iniciativas populares de prevenção e enfrentamento à corrupção endêmica. Houve ainda o lançamento do laço da consciência.

Agora, os debates acontecem nos estados, organizados pelas unidades do MPF ou com a participação de representantes da instituição.

Tocantins - Em Palmas, o Dia Internacional de Combate à Corrupção será lembrado em evento realizado na próxima quinta-feira, 7, às 14h, na sede da Procuradoria da República no Tocantins. Participarão da solenidade, representantes do MPF, MPE, PF, CGU, TCU e outros órgãos de fiscalização.

Durante o evento serão apresentados relatos da atuação dos órgãos de controle no Estado, bem como as ferramentas que podem ser utilizadas pelo cidadão no combate à corrupção. Também será apresentada a Campanha Todos Juntos Contra a Corrupção, além da exibição de um vídeo com a retrospectiva do combate a esse crime em 2017.

O evento será aberto ao público. Os interessados deverão se inscrever no local.



Fonte: Ministério Público Federal-TO