Homens São Presos Pela Polícia Civil Por Posse Ilegal de Arma de Fogo no Sudeste do Estado

Data do post: 21/03/2020 08:07:16 - Visualizações: 584

103ª Delegacia de Polícia Civil de Taguatinga Homens presos pela Polícia Civil estariam efetuando disparos próximo a um vilarejo na zona rural de Taguatinga.

Policiais Civis da 103ª Delegacia de Polícia de Taguatinga, comandados pelo delegado Eduardo Ferreira Nunes, efetuaram, na tarde desta sexta-feira, 20, a prisão de dois indivíduos, os quais são suspeitos pela prática do crime de posse ilegal de arma de fogo.

 De acordo com o Delegado, os policiais civis da 103ª DP obtiveram informações de que nos últimos dias, dois indivíduos estariam efetuando disparos de arma de fogo na zona rural de Taguatinga e que, possivelmente, eles ainda estariam de posse das armas.

Com base nas informações levantadas, às 13h, os policiais civis foram até o local dos fatos, onde em conversas com moradores, conseguiram levantar mais detalhes sobre o caso. Em seguida, eles foram até uma chácara, onde supostamente, os suspeitos poderiam se encontrar. Ao chegarem ao local, os agentes visualizaram uma das armas de fogo, sendo uma espingarda de pressão, mas adaptada para o calibre 22, nas dependências externas da casa e fizeram a apreensão da mesma.

No interior do imóvel, os policiais localizaram e apreenderam uma espingarda, de fabricação artesanal, tipo “bate bucha”, bem como, várias munições deflagradas e algumas intactas, de calibres diversos, que estavam em poder de dois indivíduos com idade de 20 e 39 anos, os quais foram presos e conduzidos até à sede da Delegacia de Taguatinga, onde foram autuados em flagrante pela prática do crime de posse ilegal de arma de fogo.

Ocorre que, durante a realização dos procedimentos legais cabíveis, os policiais civis efetuaram o levantamento das vidas pregressas dos indiciados e descobriram que havia um mandado de prisão em aberto em desfavor do homem de 39 anos, pela prática de um crime de homicídio, no ano de 2014, em Arraias. Desse modo, além de ser autuado em flagrante pelo crime acima mencionado, a autoridade policial também deu cumprimento a ordem judicial em desfavor do indivíduo mais velho.

 Desse modo, os dois indivíduos, após a realização dos autos de prisões em flagrante, foram recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Taguatinga, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.



Fonte: Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins