Pelo Menos 10 Detentos Morrem em Tentativa de Fuga do Presídio Barra do Grota em Araguaína (TO)

Data do post: 02/10/2018 19:51:20 - Visualizações: 9846

Informações dão conta de que a rebelião teria se iniciado por volta  na sala de aula do complexo prisional, quando os detentos que deveriam ser educados fizeram a professora como refém volta das 14h40min desta Terça feira (02).

Foto Divulgação WhatsappA Secretaria de Segurança Pública já confirmou para a imprensa a morte de pelo menos 10 detentos em confronto com a polícia. Após a fuga os presos a maioria dos presos se esconderam em uma região de mata próximo ao presídio mais vídeos que estão sendo disseminados no aplicativo Whatsapp que foram gravados por pessoas das proximidades mostram a movimentação de alguns detentos na região onde há moradores.

Pelo menos 20 detentos conseguiram escapar depois da rebelião, mais o número pode ser maior e alguns agentes penitenciários que foram rendidos acabaram sendo feridos pelos presos e já foram encaminhados para o Hospital Regional de Araguaína.

A Secretária de Segurança Pública emitiu nota explicando sobre o acontecido:

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Segurança Pública (SSP), informa que dez (10) reeducandos que fugiram da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), em Araguaína, entraram em confronto com policiais e morreram durante troca de tiros, em uma mata nas proximidades da unidade prisional. Os corpos estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) do município para serem identificados.

A operação continua com o reforço de policiais militares, através das equipes do 2° Batalhão PM, do Batalhão Rodoviário (BPMRED), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), bem como policiais civis, por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e tripulação armada, Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), Delegacia Especializada de Repressão a Narcóticos (Denarc) de Palmas e equipes da 1a Delegacia  Regional (Araguaína), além de agentes penitenciários do município  e da Capital.

Um chefe de plantão da UTPBG e uma professora que leciona na escola estadual que funciona na unidade prisional ainda são feitos reféns. Os números de foragidos ainda está sendo levantado pelo Sistema Penitenciário. A ação, dentro da escola da unidade prisional, quando os reeducandos renderam  a professora, depois servidores e tomaram posse de armas, teve início às 14h40 e seguiu até às 16 horas, quando um grupo evadiu do local.

A Embrasil Serviços, empresa responsável pelos serviços de hotelaria, alimentação e manutenção predial na UTPBG, informa que seu funcionário Adssandro Alves Pereira foi atingido por arma de fogo, no pulso e no fêmur, durante a rebelião registrada na unidade na tarde desta terça-feira (2). Após ser ferido e liberado como refém, o mesmo foi encaminhado ao Hospital Regional de Araguaína, onde foi medicado e passa bem, sem risco de morte. A empresa está prestando atendimento integral ao funcionário.

Assista no vídeo abaixo alguns vídeos gravados por moradores:



Fonte: Redação do Tocnoticias