SEMUS de Tocantinópolis Emite Nota Técnica Sobre o Caso Suspeito de COVID-19 no Município

Data do post: 26/03/2020 19:33:53 - Visualizações: 3093

Imagem do Site www.tocnoticias.com.brA Secretaria Municipal de Tocantinópolis, vem através de Nota Técnica Oficial, esclarecer e prestar informações a população, quanto ao CASO SUSPEITO DE CORONA VÍRUS (COVID-19) ocorrido no dia 20/03/2020. Temos a esclarecer que:

1- O primeiro atendimento aconteceu em 20/03/2020 na Unidade Básica de Saúde do bairro Alto Bonito, onde esse foi acolhido e após avaliação médica o mesmo foi classificado como suspeito para (COVID-19) considerando que segundo o Ministério da Saúde, é classificado caso suspeito o paciente que apresenta quadro clínico de febre e/ou sintomas respiratórios, situação em que este apresentou naquela ocasião;

2- Conforme o Plano De Contingência Do Município de Tocantinópolis-TO, o paciente foi referenciado para UPA-Unidade de Pronto Atendimento sendo acolhido, classificado e encaminhado para atendimento e isolamento imediato devido sintomatologia (febre, dificuldade respiratório e tosse) e ainda histórico de viagem recente para fora do Estado. Considerando a situação do paciente o caso foi devidamente compartilhado com o CIEVS - Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde orgão vinculado à Secretaria Estadual de Saúde, diante do quadro clinico exposto fomos orientados a manter o paciente em isolamento e proceder com a coleta imediata de Swab de nasofaringe para testagem de COVID-19.  

3- Conforme recomendações do CIEVS, na mesma data foi realizada a coleta e envio da amostra em veículo exclusivo para o LACEN Palmas-TO.

4- Em 21/03/2020, o paciente foi reavaliado pelo médico e seguindo o Plano de Contingência foi transferido para Hospital Municipal José Sabóia, permanecendo em isolamento individual em apartamento exclusivo com toda estrutura pertinente e seguindo todos os protocolos de segurança e assistência necessária.

5- Em 23/03/2020, após avaliação médica e considerando a melhora do quadro clinico e o desejo do paciente em ir para casa, o médico prescreveu a alta do paciente para que esse permanecesse em isolamento domiciliar por 14 dias e aguardando o resultado do exame (LACEN-TO), cabe ressaltar que no momento da alta foi disponibilizado os EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) visando o cumprimento dos protocolos de segurança do paciente e de seus familiares;

6- Ainda em 23/03/2020, já em sua residência o paciente recebeu a visita da enfermeira da UBS, onde essa realizou novamente as orientações quanto aos cuidados necessários para cumprimento correto do isolamento domiciliar, nesta ocasião foi disponibilizado a forma de contato que o paciente deveria usar para se comunicar com a equipe da sua UBS de referência em caso de necessidade emergencial, conforme Fluxograma de Manejo Clínico na Atenção Primária em Transmissão  Comunitária, que orienta o acompanhamento a cada 48 horas, preferencialmente por telefone e havendo a necessidade de consulta presencial ou exame físico o paciente deverá solicitar;

7- Cabe informar que no dia 24/03/2020 o ACS - Agente Comunitário de Saúde realizou visita domiciliar ao paciente, visita essa obedecendo ao Protocolo de Recomendações para Adequação das Ações dos ACS’s Frente a atual situação epidemiológica referente ao COVID-19 do Ministério da Saúde, que diz que é necessário considerar alguns cuidados para garantir a segurança do paciente e do profissional como:

Para tranquilização da população todas as ações e medidas estão de acordo com os protocolos do Município, Estado, Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde. Nos disponibilizamos para maiores esclarecimentos.

 

 

 



Fonte: Com Informações da SEMUS de Tocantinópolis