Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins Participa do 2º Seminário Internacional de Polícia Comunitária

Data do post: 08/11/2018 10:50:19 - Visualizações: 92

Debater sobre práticas que possam aproximar as forças de segurança da população e trocar experiências exitosas nesse segmento, faz parte da proposta do 2º Seminário Internacional de Polícia Comunitária do Estado do Tocantins, que teve início na noite desta quarta-feira, 7, no auditório do Palácio Araguaia em Palmas.

Corpo de Bombeiros MilitarO comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO), coronel Reginaldo Leandro da Silva, participou do evento de abertura e destacou a participação da instituição nessa prática de fazer segurança pública junto com a população. “A polícia comunitária, como o próprio nome diz, é uma polícia de toda a sociedade e não apenas da Instituição Polícia e exige o envolvimento de toda a sociedade civil, o Corpo de Bombeiros não poderia ficar de fora”, pontuou.

De acordo com o comandante a atuação do Corpo de Bombeiros em projetos sociais como: Bombeiros em Ação e Amigo do Peito, Bombeiro Mirim e outros que contribuem para a inserção da corporação na prática da filosofia de Polícia Comunitária de aproximação com a comunidade.

“Além dos projetos em andamento, que envolvem diretamente a população, o Corpo de Bombeiros pode contribuir ainda mais na questão preventiva. Nesse sentido, estamos desenvolvendo projetos e ações para que a nossa instituição possa atuar e exercer, se for necessário, seu poder de polícia, em locais onde costumeiramente o crime acontece que são bares, boates, shows e outros. Dessa forma, vamos intensificar a fiscalização das normas legais de funcionamento desses ambientes”, frisou.

Segundo o comandante, existem muitas outras formas do Corpo de Bombeiros atuar, conjuntamente, com as demais polícias, para coibir ações delituosas.

Representando o governador Mauro Carlesse, o subsecretário da Segurança Pública do Tocantins, Wlademir Costa, destacou que o é necessário a união de esforços de todas as forças de segurança e a sociedade para que se alcance a tão almejada paz social. “Os órgãos de segurança pública – seja Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e outros entes envolvidos nessa política –, devem sempre pensar que, antes de um ilícito ou de uma atividade penal, devemos buscar soluções”, frisou.

Seminário

Corpo de Bombeiros MilitarO seminário busca promover uma ampla discussão sobre segurança preventiva com temas direcionados aos profissionais de segurança pública e à comunidade inserida, além de proporcionar capacitação, orientação e discussão sobre a temática proposta com o foco na instigação das práticas e ações preventivas, além do estímulo a uma participação social consolidada numa gestão de parceria entre comunidade, forças de segurança pública e poder público municipal.

O Seminário Internacional de Segurança Pública surgiu após um Acordo de Cooperação Técnica firmado, em 2015, entre o Estado do Tocantins, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Japan Internacional Cooperation Agency (JICA), propondo difundir e aplicar a experiência japonesa no policiamento comunitário tocantinense.

Além do comande geral do CBMTO, coronel Reginaldo Leandro da Silva e do subsecretário da Segurança Pública, Wlademir Costa, também participaram do evento o comandante geral da Polícia Militar, coronel Jaizon Veras Barbosa, o secretário de segurança da embaixada Japonesa no Brasil (JICA), o oficial Carabinero do Chile, Major Gonzalo Rodrigo Urbina Castro, a deputada estadual Valderez Castelo Branco, que, na ocasião, representou o legislativo tocantinense, policiais civis, militares, representantes da Guarda Municipal, bem como presidentes e membros dos Consegs municipais de 22 cidades tocantinenses, sociedade civil e os palestrantes da noite: coronel Anderson de Oliveira, comandante da 1ª região da PM de Minas Gerais e o coronel Márcio Ferreira, diretor de Segurança Cidadã da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina.



Fonte: Corpo de Bombeiros Militar