TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Bancada Feminina Conquista Junto ao TSE a Criação de Uma Comissão Para Fortalecer Candidaturas de Mulheres

Data do post: 14/10/2019 17:08:11 - Visualizações: (454) Imprimir

Deputada Professora Dorinha O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) formalizou a criação da Comissão Gestora de Política de Gênero - TSE Mulheres, vinculada à Presidência, para atuar no planejamento e acompanhamento de ações relacionadas ao incentivo à participação feminina na política e ao incentivo à participação institucional feminina na Justiça. A criação do TSE Mulher é resultado de uma mobilização realizada nos últimos meses pela bancada feminina da Câmara dos Deputados, liderada pela deputada federal Professora Dorinha (Democratas/TO).

“Trabalhamos nessa mobilização ao longo de alguns meses, reunimos apoios de diversas instituições e apresentamos ao TSE uma série de argumentos que justificam a criação dessa Comissão. É uma conquista muito importante que pode mudar a realidade das mulheres dentro dos partidos políticos, pois terão mais apoio institucional para exigir que os partidos incentivem a candidatura de mulheres e façam a aplicação correta dos recursos”, afirmou Dorinha. 

O trabalho do TSE Mulher tem como diretrizes: ampliar a visibilidade dos dados eleitorais e de outros dados estatísticos pertinentes; fomentar o desenvolvimento de ações educacionais, informacionais e de campanhas de conscientização; estimular o desenvolvimento de redes de cooperação, que promovam a interlocução sobre o tema com outras instituições e com a sociedade; incentivar a chegada da mensagem relativa à igualdade de gênero aos mais diversos públicos e segmentos da sociedade.

Leis eleitorais para mulheres

Atualmente a legislação garante os seguintes dispositivos para promover igualdade de gênero na ocupação de cargos eletivos: 5% do fundo partidário deve ser destinado a ações de promoção e difusão da participação de mulheres na política; 30% das vagas nas chapas eleitorais deve ser ocupada por candidatas mulheres; 30% do fundo eleitoral deve ser investido em candidaturas de mulheres e 30% do tempo de propaganda eleitoral para candidaturas proporcionais deve ser ocupado por mulheres.

Fonte: Deputada Professora Dorinha

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.