TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

MPF Ajuíza Ação Civil Pública Contra União e Funai Pela Demora na Análise do Pedido de Ampliação dos Limites da Terra Indígena Apinajé no Estado do Tocantins

Data do post: 07/11/2019 14:44:31 - Visualizações: (1332) Imprimir

Imagem do Site www.tocnoticias.com.br O Ministério Público Federal no Tocantins ajuizou ação civil pública (ACP) contra a União e a Fundação Nacional do Índio (Funai) para obrigá-las a concluírem o processo administrativo de ampliação e redefinição dos limites da Terra Indígena Apinajé no Estado do Tocantins. O processo foi iniciado pela Portaria n. 0429/PRES, da FUNAI, de 27/04/1994, há 25 anos, e desde então não teve sequer a primeira etapa concluída.

Ainda em 2016 foi realizada reunião na Procuradoria da República em Araguaína (PRM- Araguaína), na qual ficou estabelecido que a Diretoria de Proteção Territorial da Funai apresentaria a qualificação da reivindicação fundiária do povo Apinajé, porém o órgão indigenista não cumpriu o prazo acordado, alegando que medidas de contingenciamento de orçamento pelo Governo Federal têm impedido o trabalho. Por fim, em julho deste ano, numa última tentativa de resolução extrajudicial da demanda, o Procurador da República contatou novamente a Funai, que mais uma vez deixou de apresentar o cronograma de realização da qualificação.

Diante de todas as tentativas frustradas de resolução extrajudicial da questão, o MPF propôs a ação civil para obrigar judicialmente União e Funai a concluírem, no prazo de 2 anos, o processo administrativo de ampliação e redefinição dos limites da Terra Indígena Apinajé no Estado do Tocantins.

Além disso, o MPF também pediu, em caráter de tutela provisória, que seja determinando à Funai e à União a realização da ação de qualificação da área denominada “Apinayé II”, no prazo de 6 meses, sob pena de imposição de multa cominatória no valor de R$ 10.000,00 por dia de descumprimento.

Veja aqui a íntegra da ACP.

Fonte: Ministério Público Federal-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.