TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Debates Sobre Alternativas para Financiamento da Educação Pautam a Semana da Deputada Professora Dorinha

Data do post: 08/11/2019 18:11:50 - Visualizações: (546) Imprimir

Deputada Professora Dorinha A Comissão Especial do Fundeb (PEC 15/15), na qual a deputada Professora Dorinha (DEM-TO) é relatora, discutiu nesta terça-feira (5) a maior participação da União no financiamento da educação básica e a distribuição desses recursos entre os estados e municípios.

A comissão ouviu em audiência pública secretários de Fazenda dos estados. André Horta, diretor-executivo do Comitê dos Secretários de Fazenda (Comsefaz), afirmou que a preocupação dos estados é com o aumento do déficit na área de educação. “No ano passado, o déficit dos estados foi de R$ 33 bilhões”, disse.

A deputada Professora Dorinha reforçou que o texto da proposta pretende assegurar que os recursos do Fundeb sejam destinados para a Educação e não desviados para outras áreas.

“Temos um número imenso de escolas sem estrutura, sem saneamento, sem condições de serem chamadas de escola. A verba do Fundeb são recursos significativos e o texto da PEC protege que o que já existe em lei seja garantido”, disse.

Relatório preliminar apresentado pela deputada Professora Dorinha amplia a participação da União no Fundeb dos 10% atuais para 15% em 2021, com acréscimos anuais de 2,5 pontos percentuais até chegar a 40% em 2031.

O governo pretende aumentar a participação da União para até 15%. Semana passada, os integrantes da comissão retomaram diálogo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para tentar chegar a um consenso.

“Retomamos as conversas semana passada e a ideia agora é apresentar na primeira quinzena de novembro um texto para ser votado na comissão especial”, afirmou a deputada.

Fonte: Deputada Professora Dorinha

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.