TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Polícia Civil Elucida Homicídio Ocorrido Há 16 Anos

Data do post: 02/12/2019 15:52:43 - Visualizações: (325) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TO Crime ocorreu em julho de 2003 e teria sido motivado por desavenças afetivas envolvendo uma mulher que atuava como garota de programa.

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP concluiu no último sábado, 30, em Araguaína, na região Norte do Estado, o inquérito policial referente à prisão um homem de iniciais A. J. do N. de 49 anos suspeito de cometer um homicídio em julho de 2003. A vítima, Adão Correia da Silva, teria sido morta por A.J. do N. depois de uma desavença, que teve como pivô uma mulher que atuava como garota de programa.

O homem foi preso no último dia 24 de outubro. Além do mandado de prisão pelo homicídio, o homem é suspeito também de outro crime, referente a uma tentativa de homicídio. Segundo o delegado Guilherme Coutinho Torres, no dia do crime, os dois estariam bebendo na região da feirinha e ocorreu uma discussão acerca de uma mulher que mantinha relações sexuais com autor e a vítima. Após a discussão, o autor teria ido a um estabelecimento comercial, adquirido uma faca, retornado ao local e desferido golpes fatais na vítima. “Foram realizadas várias diligências e tentativas para localizar o autor. Com o autor preso, foi feito o interrogatório, tendo o investigado confessado o crime, tentando criar uma possível legítima defesa. Contudo, alguns elementos da fala do suspeito e do inquérito policial afastaram essa possibilidade”, disse.

Após os procedimentos cabíveis, o homem foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.