TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Criação de Comitê e Ampliação de Recursos Para o Meio Ambiente São Propostas em Audiência

Data do post: 03/12/2019 16:51:13 - Visualizações: (259) Imprimir

Assembleia Legislativa do Tocantins A criação do Observatório Permanente do Uso do Lago, a ser instituído pelo Estado como Consórcio e Comitê de Bacia, foi o principal encaminhamento da audiência pública que discutiu nesta terça-feira, 3, na Comissão de Minas, Energia, Meio Ambiente e Turismo, presidida pela deputada Cláudia Lelis (PV), as condições de uso múltiplo do Lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (UHE-Lajeado).

Ao reunir representantes de órgãos ambientais, Capitania Fluvial Araguaia-Tocantins, Comitês de Hidrovias, secretarias e prefeitos dos municípios do entorno do lago, o debate contribuiu para apresentação de sugestões que resultaram em propostas com vistas a garantir a qualidade da água do lago.

A ampliação de recursos financeiros ao Meio Ambiente também faz parte dos encaminhamentos apresentados pelo deputado Ricardo Ayres (PSB), autor do requerimento que propôs a discussão. A intenção é motivar a bancada federal a rever a repartição tributária da produção de energia elétrica e destinar um percentual maior dos recursos para o Fundo de Meio Ambiente. Atualmente, grande parte do recurso é destinada à construção de estradas.

A realização no próximo ano do fórum de 20 anos do lago foi outra sugestão. A ideia é de que o evento seja organizado pela Assembleia Legislativa, em conjunto com o Consórcio Lago. Também se pretende oficiar a Agência de Fomento para liberação de crédito à produção de pescado, organizar um mutirão de limpeza no lago por parte do consórcio para a retirada de troncos e galhos, e requisitar conteúdo técnico do acervo do Fórum do Lago.

Consta ainda a solicitação ao Naturatins sobre o processo de licença de operação de usina e avaliação de cumprimento de normas, assim como a sugestão ao Ministério Público Estadual e Federal da autuação de empresas de abastecimento de água como BRK Ambiental e Usina UHE Lajeado–Investco, por descumprimento das normas de conservação do lago.

Outros encaminhamentos tratam da regularização de dragas e embarcações, da produção de Carta Náutica pela Marinha para monitorar e fiscalizar as atividades de navegação e turismo a fim de garantir a segurança.

Foram também sugeridas a promoção de ações de educação ambiental nas escolas e a concessão das Marinas e embarcações à Prefeitura de Palmas, além da garantia das atividades de fiscalização do meio ambiente e qualidade da água, e o aproveitamento do potencial para atividades de lazer e esporte.

Participantes

Participaram da audiência o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Renato Jayme; o presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque; o presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Lago de Palmas, Davis Miranda; a presidente da Fundação do Meio Ambiente de Palmas, Meire Carreira; o prefeito de Porto Nacional e representante do Consórcio Intermunicipal para gestão compartilhada da Bacia Hidrográfica do Médio Tocantins, Joaquim Maia; o promotor de Justiça e Meio Ambiente, Fábio Lang; o capitão-de-fragata da Capitania Fluvial Araguaia-Tocantins, Marcos Cézar Pires; e o representante da Superintendência do Patrimônio da União do Tocantins (SPU-TO), Lúcio  Silva Alfenas.

Fonte: Assembleia Legislativa do Tocantins

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.