TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Adapec Emite Alerta Fitossanitário Sobre a Praga Amaranthus Hybridus

Data do post: 18/02/2020 19:27:08 - Visualizações: (163) Imprimir

ADAPEC-TO A Agência de Defesa Agropecuaria (Adapec|) emitiu nesta segunda-feira, 17, um alerta fitossanitário sobre o risco de entrada da praga Amaranthus hybridus, no estado do Tocantins e os métodos que precisam ser adotados para manter o Estado livre da praga. Dentre as instruções estão a limpeza rigorosa de máquinas e implementos, bem como o uso de sementes com procedência, já que uma das principais formas de dispersão da praga é por meio do trânsito de máquinas agrícolas provenientes de estados que tem a presença dela.

“O período de colheita no Tocantins está iniciando e muitos produtores rurais locam ou trazem máquinas agrícolas de propriedades de outros estados onde há a presença dessa praga, e diante do risco da entrada da nova praga no Estado, a Adapec, está emitindo este alerta e dando ciência ao setor agrícola, reforçando a necessidade da prevenção da entrada do Amaranthus hybridus, por meio do trânsito de máquinas agrícolas provenientes de estados onde há a presença da praga,” disse Dinorah Tavares Andrade.

No Brasil houveram ocorrências confirmadas no Norte (Rondônia), Nordeste (Rio Grande do Norte), Centro – Oeste (Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso), Sudeste (Minas Gerais e São Paulo) e no Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina), tornando o Amaranthus hybridus uma preocupação Nacional.

A Adapec vem realizando levantamentos de detecção do Amaranthus palmeri em todo o Estado e alerta os produtores sobre a importância da prevenção de entrada do Amaranthus hybridus. “A prevenção é a melhor forma de controle dessa praga, por isso, o produtor deve realizar a limpeza rigorosa de máquinas e implementos, principalmente aqueles provenientes de áreas contaminadas, antes de iniciar a utilização do maquinário, é importante inspecionar principalmente se há restos vegetais na máquina” orientou Dinorah, acrescentando que fazer uso de sementes de boa procedência é outra forma de previnir a introdução de pragas.

A Agência fiscaliza o trânsito intermunicipal e interestadual de máquinas, utensílios ou implementos agrícolas, que possam propagar, disseminar, conduzir ou portar, pragas.

Amaranthus hybridus

É uma praga popularmente conhecido como Caruru-Roxo, Caruru-Branco e Crista de Galo. É uma planta anual, ereta, com pigmentação verde, avermelhada ou púrpura. Com um caule que pode ser muito ramificado até quase livre de galhos, altura varia de 20cm até 2m de altura. O caule é cilíndrico, liso e sem pêlos. As sementes possuem formato circular, podendo medir de 0,7mm a 1,0mm de diâmetro, não apresentam pêlos na superfície e sua coloração varia entre castanho e vermelho.

Considerada uma praga com alto potencial de infestação e cosmopolita, ou seja, ela ataca diferentes tipos de lavoura, infestando principalmente culturas anuais, causando grandes prejuízos, podendo provocar perdas de até 91% no plantio do milho, até 79% no plantio da soja e 77% no plantio do algodão. Segundo a Associação Brasileira de Ação a Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC – BR), houve uma resistência da espécie Amaranthus hybridus aos herbicidas clorimurom-etílico e glifosato, pertencentes aos Inibidores da ALS (Grupo B) e Inibidores da EPSPs (Grupo G).

As características dos herbicidas Inibidores de ALS é que são altamente efetivos em doses muito baixas, a maioria dos herbicidas são seletivos, tem baixo potencial toxicológico, serve para folhas largas e folhas estreitas e há persistência no solo. As características dos herbicidas Inibidores de EPSPs é que possui um amplo espectro de ação, são herbicidas sistêmicos, atua apenas em pós-emergência e é não residual.

Fonte: ADAPEC-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.