TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

DPE-TO Envia Recomendação ao Estado Solicitando Fiscalização do Serviço de Transporte Intermunicipal

Data do post: 26/03/2020 19:07:53 - Visualizações: (454) Imprimir

Defensoria Pública-TOA manutenção do serviço, cumprindo as medidas de prevenção ao Covid-19, é essencial para quem necessita do transporte, entende a Defensoria

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por intermédio do Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas de Palmas (Nuamac Palmas), foi notificada que uma empresa de transporte intermunicipal paralisou 100% de sua frota, não realizando qualquer atividade neste período de pandemia generalizada em razão do novo coronavírus (Covid-19). Contudo, o transporte intermunicipal é considerado serviço essencial e, por isso, a DPE-TO considera necessária a continuidade mínima do serviço.

Diante desta situação, o Nuamac Palmas apresentou Recomendação à Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ATR) para que seja deflagrada fiscalização em face da empresa de transporte rodoviário denunciada. De acordo com o defensor público Maciel Araújo Silva, coordenador do Nuamac Palmas, "o objetivo da iniciativa é verificar a informação sobre a paralisação total da frota da empresa, inclusive com relatório circunstanciado dos itinerários que ela opera".

Vistoria

A Recomendação da DPE-TO solicita ainda que seja vistoriado quais itinerários e horários que a empresa mantém em funcionamento, que seja informado quantos dias a permissionária paralisou suas atividades, caso tenha ocorrido tal fato; e que a ATR edite Ato Normativo a fim de evitar desordem no funcionamento do serviço rodoviário de passageiros, observadas todas as normas sanitárias, que visem à redução do risco de doença e de outros agravos, em razão da pandemia do Covid- 19.

Ainda de acordo com o Defensor Público, a empresa detém a permissão de itinerários rodoviários importantíssimos no Tocantins, inclusive com rotas até mesmo exclusivas. “Caso a medida seja confirmada, poderá acarretar prejuízos aos inúmeros usuários do transporte público, sobretudo aos mais pobres, que dependem quase que unicamente do serviço”, declara Maciel Araújo.

Além disso, conforme o Coordenador do Nuamac Palmas, a paralisação dos serviços poderá interromper tratamentos realizados por inúmeros pacientes que se deslocam mensalmente à capital do Tocantins, com caráter contínuo, a exemplo de pacientes com câncer; diabéticos; cardíacos, etc.

A Recomendação foi protocolada na quarta-feira, 25, e solicita o prazo de dez dias para respostas.

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.