TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Corpo Identificado e Não Reclamado Permanece no IML em Palmas

Data do post: 09/06/2020 16:37:57 - Visualizações: (415) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TOO Instituto Médico Legal (IML), de Palmas, órgão vinculado à Superintendência de Polícia Científica do Tocantins, informa que aguarda manifestação de familiares ou conhecidos, para reconhecimento do corpo de um homem de 43 anos que deu entrada no Hospital Geral de Palmas no dia 04/12/2019, evoluindo a óbito em 13/12/2019.

O cadáver identificado e não reclamado é de Josenildo Bernardino da Silva. Qualquer informação que possa ajudar na identificação do corpo, bem como na localização de familiares, podem ser repassadas diretamente ao IML de Palmas por meio do telefone (63) 3218-6840 ou presencialmente na sede do Instituto, a qual fica localizada na Quadra 304 Sul, Avenida NS 04, Lote 02, Palmas, Tocantins.

Consulta pública

O site da Segurança Pública http://www.ssp.to.gov.br possui uma página destinada a dar publicidade aos cadáveres identificados pelo IML, mas não reclamados por familiares, como também cadáveres não identificados, como por exemplo as ossadas. O objetivo é localizar familiares ou responsáveis de forma rápida e eficaz. A informação com toda a listagem dos cadáveres poderá ser acessada no link https://www.ssp.to.gov.br/lista-de-cadaveres-identificados-e-nao-reclamados-no-iml/

Para reclamar um corpo o familiar deve ligar no IML, para checagem dos dados, depois comparecer na unidade munido de documentos que comprovam o parentesco. Em seguida o corpo é liberado, entregue à família e/ou à funerária com a devida procuração.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.