TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Poder Judiciário Já Liberou Mais de R$ 160 Milhões em Alvarás Eletrônicos Neste Primeiro Semestre de 2020

Data do post: 17/06/2020 20:29:02 - Visualizações: (237) Imprimir

Tribunal de Justiça-TOO primeiro semestre de 2020 ainda não finalizou, mas o Poder Judiciário do Tocantins já contabiliza a soma de R$ 161.981.626,76 em alvarás eletrônicos pagos, no período de janeiro a junho. Deste total, R$ 107.522.819,95 são de processos judiciais no primeiro grau e R$ 54.458.806,81 no segundo grau.

Segundo a Diretoria Judiciária do Tribunal de Justiça (TJTO), o teletrabalho, instituído desde que iniciou a pandemia do novo Coronavirus, em nada atrapalhou o andamento dos pagamentos de alvarás em processos judiciais. Como exemplo, informou que, só na Comarca de Palmas, foram liberados R$ 26.837.452,76 nos meses de abril e maio deste ano, mais que o dobro do mesmo período do ano passado, que contabilizou R$ 10.179.300,92 em pagamento de alvarás eletrônicos.

Teletrabalho e avanço tecnológico

Ainda segundo a Diretoria Judiciária, o bom andamento do teletrabalho se deve ao avanço tecnológico do Judiciário tocantinense nos últimos anos e, especialmente, no bom funcionamento do Eproc, pois através dele o TJTO tem o controle de 100% dos valores que são pagos por determinação judicial, cujos valores se encontram nas contas judiciais.

Além disso, informa a Diretoria, desde que foi implantado, em agosto de 2018, o alvará eletrônico economizou tempo e facilitou muito para as partes, que não precisam mais se deslocar a uma agência bancária para ver seu crédito efetuado.

“Precisamos ressaltar também o quanto a produtividade aumentou mesmo neste período de pandemia. Nunca se imaginou uma sessão da Câmara Cível ou Criminal por videoconferência e com sustentação oral. Isso é algo inédito”, lembrou o diretor judiciário do TJTO, Francisco Sobrinho.

Os alvarás eletrônicos compreendem precatórios, indenizações e depósitos em juízo diversos depositados em contas judiciais no decorrer dos processos que correm na Justiça e são expedidos pelos magistrados no primeiro e segundo graus, de acordo com as decisões proferidas.

Fonte: Tribunal de Justiça-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.