TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

MPTO Instaura Procedimento Para Apurar Distribuição Indiscriminada De Ivermectina à População De Tocantinópolis

Data do post: 21/07/2020 19:12:06 - Visualizações: (833) Imprimir

Ministério Público Estadual-TOO Ministério Púbico do Tocantins (MPTO), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tocantinópolis, instaurou nesta segunda-feira, 20, procedimento para apurar a distribuição coletiva do medicamento ivermectina à população de Tocantinópolis, inclusive para a comunidade indígena Apinajé. A distribuição está sendo feita pelo Município sob o pretexto de prevenção da doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19), mesmo sem qualquer comprovação acerca da eficácia do medicamento.

O procedimento traz questionamentos que dizem respeito à inexistência de prescrição prévia por médico ou enfermeiro; à falta de avaliação individualizada do usuário, para fins de adequação da dosagem, com orientações sobre efeitos, finalidade e uso correto do medicamento; à possível invasão de atribuições do Distrito Sanitário Especial Indígena, em razão da prestação de serviços de assistência farmacêutica aos indígenas; e à aquisição da ivermectina para prevenir a Covid-19, uso divergente daquele constante na bula para qual o medicamento foi aprovado.

Para instruir o procedimento, o promotor de Justiça Saulo Vinhal requereu ao Prefeito Paulo Gomes e ao Secretário de Saúde Jair Aguiar a cópia do procedimento administrativo de aquisição do fármaco e comprovação da sua inserção em programa de saúde pública, conforme rotina aprovada pelo Ministério da Saúde.

Também foram notificados os Conselhos Federal e Regional de Medicina e de Enfermagem para que apresentem nota técnica capaz de subsidiar a atuação do Ministério Público na defesa da saúde; bem como  a responsável técnica pelo Pólo Base de Saúde Indígena de Tocantinópolis, Marly Ferreira dos Santos, e o Coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena no Tocantins, Sebastião de Góis Barros, para que prestem informações sobre as providências que adotarão frente à dispensação do medicamento aos indígenas. 

Fonte: Ministério Público Estadual-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.