TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Câmara de Cachoeirinha-TO, Rejeita Contas de 2013 do Ex-prefeito Erisvaldo Resplandes o “Preto”

Data do post: 21/08/2020 01:16:27 - Visualizações: (382) Imprimir

Ascom/Câmara de CachoeirinhaSeguindo o parecer da Comissão de Finanças e Orçamento, a maioria dos camaristas decidiram reprovar as contas consolidadas do ex-prefeito Erisvaldo Resplandes, conhecido popularmente pela alcunha de “Preto”.

A apreciação aconteceu na noite desta ultima quarta-feira (19), e contou com a presença de oito dos nove parlamentares que aprovaram em sessão plenária o parecer que rejeita as contas do ex-prefeito, acompanhando o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado (TCETO) que apontou irregularidades em suas contas, tendo em vista falhas na execução orçamentária no valor de R$ 242.105,22 (Duzentos e Quarenta e Dois Mil, Cento e Cinco Reais e Vinte e Dois Centavos), em desacordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal; não aplicação do limite mínimo de 60% dos recursos do FUNDEB, no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério da educação básica em efetivo exercício na rede pública; não retenção da Parte Segurado referente aos 11% (INSS), relativo a prestadores de serviços, no valor de R$ 3.791,74 (Três Mil, Setecentos e Noventa e Um Reais, e Setenta e Quatro Centavos). Falhas na concessão de diárias. Além de não constar a documentação que comprove a efetiva realização das viagens e o interesse público, no valor total de R$ 18.830,00 (Dezoito Mil Reais, Oitocentos e Trinta Mil).

No dia 05 de agosto o documento com o parecer negativo do Tribunal foi encaminhado pela a presidência da Casa para ser analisado pela Comissão de Finança e Orçamento do legislativo. O parecer da comissão foi pela a rejeição das contas do ex-prefeito sendo enviado para votação do pleno nesta quarta-feira (19).

O ex-prefeito será notificado pela Câmara Municipal para no prazo de 15 dias apresentar a defesa. A reprovação das contas no TCE e na Câmara pode, mais uma vez, tirar os direitos políticos do ex-gestor.

"Deve se aguardar a manifestação do ex-prefeito para ser dado prosseguimento ao processo, caso este não se manifeste no prazo regimental estabelecido, a Câmara Municipal deverá nomear um advogado para apresentação de defesa técnica, respeitando o princípio da ampla defesa e contraditório consagrados na Constituição Federal" disse por telefone o assessor jurídico da Casa, Dr. Danilo Max.

Fonte: Portal Araguaia

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.