TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Hospital Geral De Palmas é Referência Em Conhecimento e Qualificação Profissional Na Área Da Saúde

Data do post: 25/08/2020 16:44:49 - Visualizações: (355) Imprimir

Governo do TocantinsCom a oferta de 37 especialidades, o Hospital Geral de Palmas (HGP) é referência para todo o Tocantins e se tornou um ambiente gerador de conhecimentos e qualificação profissional para diversos estágios na área da saúde, internato médico e residência médica e multiprofissional. Só em 2019, o HGP recebeu 94 residentes e, este ano, são 97, por meio de um programa que conta com 15 especialidades nas áreas de angiorradiologia, anestesiologia, cardiologia, cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia geral, cirurgia vascular, clínica médica, ginecologia e obstetrícia, medicina de família e comunidade, medicina intensiva pediátrica, neonatologia, odontologia, ortopedia e traumatologia, pediatria e reumatologia.

Atualmente, o hospital conta com 124 estudantes no internato médico, distribuídos nas áreas de clínica cirúrgica, clínica médica, urgência e emergência, ginecologia e obstetrícia. Já os estudantes de graduação são de enfermagem, técnico em enfermagem, psicologia, fisioterapia, farmácia, instrumentação cirúrgica, nutrição e medicina.

Como cenário de prática, o HGP proporciona, aos estagiários, o contato com pacientes de diversos lugares e uma quantidade diversificada de hipóteses de diagnósticos. Somente no primeiro semestre de 2020, levando em conta a pandemia pelo novo Coronavírus, o Hospital realizou 4.611 cirurgias, 8.671 atendimentos de urgência e emergência, 5.827 internações e 16.115 consultas ambulatoriais.

Segundo o coordenador da Comissão de Residência Médica da Universidade Federal do Tocantins (Coreme/UFT), Fabio Ruiz de Moraes, a residência é considerada padrão ouro na pós-graduação médica. “É a única modalidade de pós-graduação que consegue aliar ensino e assistência de uma maneira intensiva. São 60 horas por semana, onde o aluno consegue ter aulas práticas e teóricas e contribui para a assistência. A residência médica é um grande fixador de médicos nos municípios e no hospital. A UFT e o HGP construíram uma parceria de sucesso”, afirma.

Núcleo de Educação

Para organizar todo o processo da atuação dos residentes, internos e estagiários no ambiente hospitalar, o HGP conta com Núcleo de Educação Permanente (NEP). “O NEP propõe potencializar a aprendizagem em gestão da saúde, incentivando a cultura da integração entre ensino, serviço e controle social nos processos de qualificação e formação profissional, fortalecendo o campo da gestão do SUS [Sistema Único de Saúde]. Dentre os cursos que atualmente utilizam o Hospital como campo de prática para sua formação, estão: medicina, enfermagem, fisioterapia, odontologia, nutrição, psicologia, serviço social, técnico em enfermagem, técnico em instrumentação cirúrgica e técnico em radiologia”, informa a responsável pelo setor, Michelle Filgueira.

Residência Médica

Estudante do 6° período de medicina da UFT, Guilherme Parreira atua como Pesquisador Bolsista do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET Saúde) no HGP. “Além disso, também realizo estágios nos setores de infectologia, cardiologia e nefrologia. Acredito que a instituição contribua de forma significativa para a formação dos profissionais da saúde no Estado do Tocantins. Penso que é extremamente importante assegurar a integração entre ensino e serviço e, para isso, tornam-se cada vez mais importantes ações que viabilizem a vivência em saúde para a integração entre profissionais e estudantes da saúde”, declara.

A residente Laura Ramos da Silva, de 30 anos, saiu de Morrinhos/Goiás para cursar a residência médica em 2016. “Sou apaixonada na especialidade. A cada dia que passa, fico mais feliz de ter feito essa escolha. Gosto muito da residência aqui no HGP, pois aqui temos um contato muito próximo com o paciente e a chance de acompanhá-lo nos ambulatórios, pré-operatório, pós-operatório e nos exames de imagem necessários para cada caso”, ressalta.

A residente Thayane Cabral Lopes, de 29 anos, será a primeira mulher a ser formada no Tocantins na área de ortopedia. Ela fez a graduação em Gurupi, o internato e a residência no HGP. “Acompanhei como interna, gostei muito e optei em fazer minha residência aqui mesmo. Aqui, temos um fluxo muito grande de pacientes ortopédicos, recebemos pacientes do Tocantins, do Maranhão, do Pará e de demais estados vizinhos. Operamos uma quantidade significativa de cirurgias devido à demanda e, comparando a outras instituições, temos a oportunidade de realizar procedimentos cirúrgicos de alta complexidade”, enfatiza.

 

Fonte: Governo do Tocantins

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.