TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Arma de Fogo é Retirada de Circulação e Menor é Apreendido Por Praticar Ato Infracional em Palmeiras do Tocantins

Data do post: 18/06/2019 14:44:38 - Visualizações: (1158) Imprimir

Ascom/ 5ª CIPMNa noite desta segunda-feira, 17, por volta das 18h30min, no município de Palmeiras do Tocantins, um menor foi apreendido, portando uma Arma de fogo de fabricação caseira, por Ato Infracional (Roubo a Transeunte).

A Guarnição, foi abordada por uma vítima que dizia ter sido assaltada por dois elementos em um moto de cor preta, não sabendo identificar quem eram os acusados, mas soube iformar que usavam uma arma de fogo de fabricação caseira, (garruncha). Roubando o seu aparelho celular de marca Samsung J5 Prime, de cor rosa.

De imediato, a equipe passou a realizar diligências, no intuito de localizar  acusado do assalto. Enquanto isso, foi localizada uma segunda vítima, que relatou ter sido abordada por dois homens com as mesmas características. Segundo ela, entrou em luta corporal com um deles e arremessou seu aparelo de celular no mato para evitar que fosse levado, sendo agredido com o capacete que um dos suspeitos usava. Em seguida, empreenderam fuga por sentido agnorado, deixando cair a arma de fogo.

A vítima agredida foi em caminhada à UPA de Tocantinópolis e, com base nas informações, a Guarnição continuou nas buscas a fim de localizar os elementos. Um dos suspeitos foi localizado em sua residência e foi reconhecido pelas vítimas como sendo um dos autores do ato infracional.

O autor, acompanhado da sua mãe, foram conduzidos à Delegacia para a devidas providências que o caso requer e a arma de fogo foi entregue no plantão da Delegacia.

Fonte: Ascom/ 5ª CIPM

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.