TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

PM Detém Mulher Acusada De Sacar Benefício Sem a Autorização Da Vítima Em Sítio Novo

Data do post: 27/08/2020 14:30:24 - Visualizações: (384) Imprimir

Ascom 9° BPMA mulher presa pela Polícia Militar declarou aos policiais militares que a vítima lhe devia valores e por isso sacou dinheiro da conta dela para saldar as dívidas pendentes. O dinheiro e o cartão da vítima foram recuperados pela guarnição da PM.

A Polícia Militar, por meio do 9º Batalhão, prendeu na manhã dessa quarta-feira, 26, em Sítio Novo, Norte do Estado, uma mulher de 33 anos, suspeita de se apossar do cartão de benefício da vítima, uma mulher de 29 anos, e realizar saque da conta da vítima. Segundo a suspeita, era para saldar dívidas que a vítima lhe devia.

A PM foi comunicada por uma agente da Polícia Civil relatando que a vítima havia procurada a Delegacia informando que a autora, sem o seu consentimento, havia se apossado de seu cartão de benefício e realizado um saque no valor de R$ 1070,00.

Os policiais militares de imediato realizaram patrulhamento pela cidade e conseguiram localizar a acusada. A mulher relatou a PM a mesma versão da vítima, que tomou o cartão de benefício da vítima para poder sacar valores a fim de quitar dívidas.

A mulher foi presa e responderá pelo crime de exercício arbitrário das próprias razões – caso em que alguém faz justiça pelas próprias mãos para satisfazer pretensão legítima ou que erroneamente considere legítima. O crime é previsto no Artigo 345 do Código Penal (CP).

As partes envolvidas juntamente com o dinheiro e cartão de benefício foram apresentadas na Delegacia de Polícia Civil local, para provimento das demais medidas pertinentes ao caso.

 

Fonte: Ascom 9° BPM

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.