TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Ação Conjunta Entre As Polícias Militar e Civil Prendem Homem Suspeito de Traficar Droga Em Sampaio

Data do post: 21/09/2020 16:27:30 - Visualizações: (215) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TOAs Polícias Militar e Civil prenderam o acusado de tráfico de drogas após denúncia anônima. Em poder do autor foi apreendido maconha; dinheiro; aparelhos celulares; dentre outros objetos.

No início da noite dessa quarta-feira, 16, uma ação das Polícias Militar e Civil prenderam um homem de 39 anos acusado de tráfico de drogas na cidade de Sampaio, norte do Estado. Na residência do autor os policiais apreenderam treze gramas de maconha; R$ 81,00 em espécie; dois aparelhos celulares além de papel alumínio. A prisão do suspeito ocorreu em um setor denominado Parque das Estrelas.

As primeiras informações foram recebidas pela equipe de policiais militares do 9º Batalhão da PM (9º BPM) através de denúncia anônima dando conta de que o homem estaria comercializando drogas naquela cidade. A prisão do traficante feita pela PM ocorreu logo após monitoramento da denúncia realizado pela Polícia Civil.

Quando os policiais chegaram até a casa do autor depararam com um homem de 34 anos que saía daquela residência, na busca pessoal os policiais encontraram uma porção de maconha e R$ 15,00 em espécie, que segundo o suspeito, era usuário e havia ganhado a droga do traficante.

Os envolvidos e todo o material apreendido pelos policiais foram apresentados na Central de Flagrantes em Araguatins para as providências legais. Onde o autor foi autuado em flagrante delito e o usuário submetido a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

 

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.