Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
rhana_ar_condicionado_1015x150_gif

Em Luzinópolis, João Português Tomará Posse Como Prefeito Com Um Pedido de Investigação Sigiloso Que Poderá Derrubar Sua Coligação

Data do post: 01/01/2021 00:33:00 Imprimir -  Compartilhar

Imagem do Site Tocnoticias.com.brQuando a Polícia realizou buscas na Lotérica na cidade de Luzinópolis, onde um dos sócios é o prefeito eleito, um clima de mistério e preocupação tem tirado o sono de muitos na cidade.

O ditado antigo "quem não deve não teme" faz jus ao seu literal sentido, pois a compra de medicamentos que induzem ao sono e reduzem a ansiedade deve ter ocorrido no município de Luzinópolis.

Basta ver como a turma que deixou de ser oposição para virar situação começou a inventar algumas estórias fictícias na cidade, após a visita da polícia em endereços relacionados ao prefeito eleito. Na tentativa de construir uma justificativa para a sociedade, pessoas ligadas ao Português afirmaram que o motivo da batida policial, seria dinheiro falso que teria aparecido na lotérica. A tentativa de criar uma desculpa parece não ter dado certo, primeiro porque não faria o menor sentido a polícia apreender equipamentos na lotérica, que tem por objetivo uma profunda investigação, segundo porque existe um processo em andamento na justiça Eleitoral, leia-se Eleitoral, em segredo de justiça, no mais alto nível de sigilo, que inclusive poderá culminar na realização de uma nova eleição no município.

Por se tratar de investigação de “Sigilo Absoluto”, não podemos divulgar maiores informações, nem temos acesso, mas, podemos garantir que a coisa não e nada boa para alguns agentes políticos de Luzinópolis.

divulga candO senhor João Miguel Castilho Lança Rei De Margarido, conhecido popularmente como “João Português”, chegou à Luzinópolis a bem pouco tempo, com vários investimentos no município e região, gerador de emprego e renda na região, ganhou notoriedade política conseguindo ser lançado candidato a prefeito pelo PODEMOS, e fez o que todos achavam impossível, “vencer a eleição contra o agora ex-prefeito Gustavo Novato”, cuja família vem comandando o município há alguns anos, e que segundo pesquisas de intenção de votos, o grupo político que Gustavo encabeça, “venceria fácil”.

O que parecia impossível surpreendeu a todos quando o resultado das urnas apontou a vitória de João Miguel por uma diferença de apenas 13 votos. A partir daí foi aquela zuação em Luzinópolis, com os partidários do Português comemorando e esbanjando dinheiro nas redes sociais.

Foto Divulgação WhatsappEm um vídeo amplamente divulgado após o resultado da eleição, duas pessoas ligadas ao vencedor e uma cunhada dele, mostravam uma espécie de balcão coberto com dinheiro, no qual duas mulheres diziam: “Galera do 19, estamos aqui com dezessete mil pra nós beber ó, só de besta, só de besta, nós vamos beber esse dinheiro aqui todinho ó, de cerveja ó, assim como o meu amigo João falou, aqui é só de besta, ó, R$ 17 mil, chama, chama, é nós Papai, estão todos convidados, todos, para nossa comemoração, para a festa da vitória, sábado na Cleudina, o patrocinador é meu amigo João França, é o cara, é isso aí João, é nós, e 19 neles, ó, só de besta, Papai ó, só de besta”. O vídeo deu uma repercussão negativa por causa da esbanjada de dinheiro, e mesmo assim dias depois a tal festa de comemoração ocorreu com farta distribuição de bebidas. (Assista no vídeo abaixo)

 Fomos atrás da história do dinheiro e descobrimos que este teria sido fruto de uma aposta política, e que com a vitória de João Português, a apoiadora do vencedor e sua cunhada resolveram gravar o vídeo como sendo uma espécie de gozação com a coligação perdedora.

Algumas pessoas comentam que a busca na lotérica também se deu por causa desse vídeo, mas, fontes asseguram que não. Há uma investigação profunda sendo realizada a respeito da eleição em Luzinópolis, inclusive há rumores ainda não confirmados de que foi feita a quebra de sigilo telefônico de alguns dos envolvidos, daí se percebe a necessidade do processo correr em segredo de justiça para que, caso realmente isso tenha acontecido, os áudios não vazem.

O que descobrimos é que um dos envolvidos e principal investigado se reelegeu vereador na mesma coligação que apoiou João Miguel nesta disputa, e que este mesmo vereador responde por outro processo que investiga crimes fora os da alçada da justiça eleitoral, porém, as investigações desses supostos crimes, interligaram ao esquema que teria feito a reviravolta na eleição naquele município.

Mesmo estando em segredo de justiça, já sabemos que o processo investiga um sofisticado esquema de compra de votos, só não podemos afirmar se este “suposto esquema” envolve a lotérica, mas, a busca repentina ao local, e a debandada em massa da maioria dos apoiadores do prefeito eleito dos grupos do whatsapp no qual muitos faziam parte, leva a desconfiança de que após a busca feita no estabelecimento representante da Caixa Econômica Federal, todos trataram de formatar os seus celulares, possivelmente por medo de uma busca nesses aparelhos.

Pelos lados do candidato vencedor o silêncio impera quando se trata desse assunto, a posse acontecerá neste dia primeiro normalmente, porém, com o desenrolar do processo, se as suspeitas se confirmarem, poderemos assistir uma nova eleição futura em Luzinópolis, mas, se isso acontecer não deverá ser de imediato, então, por enquanto, João Português vai comandar a cidade até que se resolva o problema judicial eleitoral.

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.