TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Foragido Do Mato Grosso Pelo Crime De Estupro é Preso Pela Polícia Civil Em Miracema Do Tocantins

Data do post: 01/03/2021 22:17:03  Imprimir

Secretaria de Segurança PúblicaHomem foi localizado após intensas investigações da equipe da 68º DP de Miracema.

Um idoso, de 64 anos de idade, suspeito pela prática do crime de estupro de vulnerável foi preso pela Polícia Civil do Tocantins, por meio de ação realizada pela 68ª Delegacia de Polícia daquela cidade. Coordenada pelo delegado-chefe da 68º DP, Clecyws Antônio de Castro Alves, a ação foi deflagrada logo depois que a equipe da Unidade Policial recebeu uma cópia de um mandado de prisão, oriundo da Comarca de Vila Rica, Mato Grosso, em desfavor do indivíduo.

“Fomos informados de que um homem foragido da Justiça do Mato Grosso, e que responde pela prática, em tese, do crime de estupro de vulnerável, estaria aqui em Miracema. Com base nas informações recebidas, intensificamos as buscas e diligências e conseguimos localizar o homem que estava em uma residência da cidade”, ressaltou o Delegado.

Desse modo, os policiais civis conduziram o idoso até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Miracema, onde a autoridade policial deu cumprimento à ordem judicial. Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Cadeia Pública da cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Vila Rica MT.

O crime

Segundo apontaram as investigações da 68ª DP, em 2008, o homem teria praticado o crime de estupro presumido, que era a nomenclatura utilizada à época dos fatos, contra uma vítima menor de 14 anos de idade. Logo após o fato, ele teria fugido para o Tocantins, onde já se encontrava há mais de 12 anos.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.