Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
rhana_ar_condicionado_1015x150_gif

Ação Integrada Das Forças Policiais Do Tocantins Cumpre 43 Mandados De Busca Contra o Tráfico De Drogas e Lavagem De Dinheiro Em Todas As Regiões De Palmas

Data do post: 27/10/2021 18:22:31 Imprimir -  Compartilhar

Secretaria de Segurança PúblicaA operação é resultado de denúncias anônimas e troca de informações com inteligências das forças de segurança e contou com cerca de 250 policiais da Capital e do interior.

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), com apoio de grupos da Polícia Militar (PM-TO), Polícia Penal e Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), cumpriu 43 mandados de buscas em mais uma ação de combate ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em todas as regiões de Palmas, na manhã desta quarta-feira, 27. Ao todo, seis pessoas foram presas, mais de 40 aparelhos de celular apreendidos, além de um considerável volume de entorpecentes.

“Toda a estrutura das forças de segurança foi disponibilizada para a Delegacia Geral da Polícia Civil para que a missão fosse cumprida efetivamente. Essa ação integrada reforça o compromisso das forças policiais com a sociedade”, destacou o secretário de Estado da Segurança Pública (SSPTO), Wlademir Costa Mota Oliveira.

A operação foi coordenada pela Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) e contou com cerca de 250 policiais da Capital e do interior. “O papel constitucional da Polícia Civil é de apurar as infrações penais, visando restaurar e garantir a ordem e a segurança da população", destacou a delegada que coordenou a operação, Ana Carolina Marinho.

Segundo o delegado Amaury Santos Marinho Júnior, a operação é resultado de denúncias anônimas e troca de informações com demais inteligências das forças de segurança. “O objetivo foi de desarticular células que operam o microtráfico na Capital, além de angariar elementos informativos que possam nos levar a detalhamentos de redes de narcotráficos”, informou a autoridade policial.

Balanço

Foram seis pessoas presas, interrogadas, e encaminhadas à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Até o momento, mais de 40 aparelhos de celular foram apreendidos, além de um considerável volume de entorpecentes.

A ação integrada contra microtráfico de entorpecentes na Capital, contou com o apoio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER/TO), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-TO), assim como os cães farejadores de narcóticos, do Grupo de Operações com Cães, da PM.

Entre as forças policiais e grupos estratégicos que participaram da operação equipes da Polícia Civil de Araguaína, Guaraí, Porto Nacional, Gurupi e Palmas: Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), 1ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC), Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Divisão Especializada de Repressão à Corrupção (DECOR), Divisão Especializada de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DRCOT),  Agência Central de Inteligência (ACI/PM), Ronda Ostensiva Táticas Metropolitana (Rotam/PM), Agência Local de Inteligência da Polícia Militar (ALI/PM-TO), Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Grupo Operacional com Cães (GOC- PMTO) VOLANTE e Centro Integrado de Operações Aéreas  (CIOPAER) e Divisão de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc), Ronda Ostensiva Municipal (Romu/GMP), Sistema Penitenciário e Prisional (Sispen/TO), Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPE).

Fonte: Secretaria de Segurança Pública

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.