TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Polícia Civil Recupera 15 Aparelhos Celulares Roubados

Data do post: 23/08/2019 18:18:22 - Visualizações: (507) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TO A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 67ª Delegacia de Miracema efetuou, na manhã desta sexta-feira (23), a apreensão de 15 aparelhos celulares que haviam sido furtados ou roubados, nos último mês, naquela cidade. De acordo com o delegado Clecyws Antônio de Castro Alves, os aparelhos foram recuperados após trabalho investigativo de policiais civis da Delegacia local, visando coibir à prática desse tipo de crime na cidade e região.

Ainda conforme a autoridade policial, os celulares estavam na posse de indivíduos, que foram identificados e responderão pelo crime de receptação, conforme determina a lei. O delegado acrescentou também que os objetos foram localizados em diferentes pontos da cidade e que, os aparelhos, de marcas e modelos diversos, se encontram em bom estado de conservação e estão avaliados em mais de R$ 10 mil reais.

Após a apreensão, os celulares foram levados para a sede da DPC de Miracema, onde serão periciados e, logo após, restituídos aos legítimos proprietários. O delegado Clecyws alerta à população em geral quanto às medidas a serem adotadas no caso específico de furto ou roubo de aparelho celular.

“É fundamental que, após ter seu celular furtado, roubado ou mesmo extraviado, a vítima compareça até a sede da Delegacia de Polícia Civil mais próxima, e munida com a nota fiscal, bem como o IMEI, que é o número de série do produto, faça o registro da ocorrência para que então nossas equipes possam dar início às investigações e localizar o bem, o mais rápido possível”, ressalta o delegado.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.