TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Em Tocantinópolis, PM Recupera Celular Furtado, Prende Duas Mulheres Por Receptação e Apreende um Adolescente de 17 Anos

Data do post: 16/09/2019 14:17:52 - Visualizações: (1764) Imprimir

Ascom/ 5ª CIPMA ocorrência foi registrada por volta das 07h10min da manhã desta segunda-feira (16), quando policiais militares da cidade de Tocantinópolis, efetuaram a prisão de duas mulheres, uma de 50 anos e a outra de 30 anos, por receptação e apreendeu um menor de 17 anos.

No domingo (15), por volta das 15h40min, a Guarnição da polícia militar foi informada de um furto de um celular, marca Sansaumg J4, em uma residência no Bairro Alto da Boa Vista l. Imediatamente foi empreendida diligências no sentido de localizar e prender o autor do delito, bem como, recuperar o objeto furtado, porém, não foi possível.

Já nesta segunda-feira (16), por volta das 07 horas, a Viatura da Polícia Militar em continuidade as diligências do dia anterior conseguiu localizar o autor do ato infracional (furto), um menor de 17 anos, após conversa com o adolescente, este informou que havia trocado o celular por 80 gramas de “maconha” e que já havia consumido toda a substância entorpecente.

A equipe da PM deslocou até o Bairro do Alto da Boa Vista l, residência da acusada do delito de receptação, com a qual o menor havia trocado o celular, a acusada informou que o objeto furtado se encontrava na residência de sua irmã, local que o celular foi localizado. 

Diante dos fatos foi dada voz de prisão às acusadas que foram conduzidas a Delegacia Especializada em Tocantinópolis bem como a apreensão do adolescente.

O aparelho celular foi apresentado e exibido na mesma delegacia e após os procedimentos legais será devolvida a vítima.

 

Fonte: Ascom/5ª CIPM

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.