TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Mulher Suspeita de Chefiar Tráfico de Drogas no Tocantins é Presa Pela Polícia no Piauí

Data do post: 20/09/2019 20:16:15 - Visualizações: (880) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TO Uma ação conjunta realizada pela Polícia Civil do Tocantins e pela Polícia Militar da cidade de Gilbués-PI, resultou, na última quinta-feira, 19, na prisão de uma mulher de iniciais T.M.M.S. Ela é suspeita de chefiar uma associação criminosa que comercializava substâncias entorpecentes em Barrolândia. Ela foi capturada mediante cumprimento a mandado de prisão, expedido pela Justiça do Tocantins, quando se encontrava na cidade piauiense.

Conforme o delegado Aldo Schwanck, responsável pelo caso, no início desta semana, a Delegacia de Barrolândia deflagrou uma operação que resultou na prisão de seis indivíduos que integravam uma associação criminosa voltada pra o tráfico na cidade. “Na ocasião, já sabíamos que uma mulher era a responsável pelo comando do grupo criminoso, mas não conseguimos localizá-la, embora tivéssemos sua identificação”, disse o delegado.

Todavia, os policiais civis da DPC de Barrolândia intensificaram os esforços e conseguiram descobrir que a mulher, juntamente com seu marido, que também é procurado pela polícia, estaria na cidade de Gilbués-PI. Com base na informação levantada, a Polícia Civil do Tocantins fez contado com a Polícia Militar do Estado vizinho, por meio de compartilhamento de informações, informou que T.M.M.S estaria na cidade.

Desse modo, uma equipe da PM-PI, localizou a investigada e efetuou a prisão da mesma, a qual foi conduzida para a Cadeia Pública de Corrente-PI, onde aguardará recambiamento para o Estado do Tocantins, a fim de responder na justiça pelos atos, supostamente por ela praticados.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.