TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Delegado Tiago Daniel Representará o Tocantins no Programa Academia Nacional de Polícia, Idealizado Pelo Ministro Sérgio Moro

Data do post: 29/09/2019 09:27:32 - Visualizações: (4242) Imprimir

Foto DivulgaçãoO Delegado de Polícia Civil de Tocantinópolis, Dr. Tiago Daniel de Moraes, vai representar o Estado do Tocantins no CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM SEGURANÇA PÚBLICA, desenvolvido no âmbito do Programa Academia Nacional de Polícia da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, que tem por objetivo promover a instrução de profissionais da segurança pública, alinhando conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para aprimorar competências gerenciais, para que estes profissionais possam colocar em prática, em suas instituições de origem, o conhecimento adquirido no curso, passando a auxiliar nas tomadas de decisões que servirão de subsídio para a gestão dos órgãos de Segurança Pública.

O Curso de Aperfeiçoamento em Segurança Pública será ofertado para 32 profissionais de segurança pública, integrantes das carreiras das Polícias Civis e Militares como promoção de intercâmbio de conhecimento e experiências e indução à formação de uma rede de profissionais. 

Cada um dos 27 Estados da Federação será representado por um integrante das carreiras policiais Civil ou Militar, mais um convidado de cada uma das 5 regiões do país, totalizando assim 32 profissionais, sendo estes 16 Delegados de Polícia e 16 Oficiais da Polícia Militar.

A seleção dos representantes de cada estado foi feita mediante a indicação, pelas Secretarias de Segurança dos Estados e do Distrito Federal ou órgãos congêneres, de três profissionais de segurança pública, com mais de 10 anos de carreira policial, com experiência em cargo de chefia ou comando. Em seguida eles que foram submetidos a uma série de exames laboratoriais, físicos e mentais, e por uma rigorosa avaliação acadêmica, social e profissional. Os resultados foram encaminhados para o Ministério da Justiça para avaliação e escolha do profissional que participaria no curso.  

O Curso de Aperfeiçoamento em Segurança Pública terá a duração de 9 semanas e será realizado em Brasília, na Academia Nacional de Polícia da Polícia Federal, com aulas teóricas e práticas que serão ministradas de segunda a sábado, totalizando assim 336 horas-aula de curso.

O Programa Academia Nacional de Polícia foi lançado nesta terça-feira, 24 de setembro, pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública com a participação do Ministro Sérgio Moro.

A abertura do curso e a Aula Magna do Programa Academia Nacional de Polícia, prevista para o dia 30 de setembro, será proferida pelo Vice-Presidente da República, General Hamilton Mourão.

Perguntamos ao Delegado de Polícia, Dr. Tiago Daniel sobre a expectativa para o curso e ele nos disse que se sente extremamente honrado e feliz por poder representar os profissionais de segurança do Estado do Tocantins e fazer parte deste seleto grupo que vai incluir profissionais da segurança pública dos 26 Estados e do Distrito Federal. “Nosso país tem dimensões continentais e por essa razão existem muitos Brasis dentro do Brasil. Cada Estado do nosso país possui características que o distingue dos demais e por essa razão, o oferecimento pela SENASP de um curso que reunirá profissionais do Brasil todo, das Polícias Civil e Militar, será de suma importância para que sejam trocadas ideias, conhecimentos e experiências de cada um dos nossos 26 Estados e do Distrito Federal e assim podermos encontrar formas de melhorar a atuação dos órgãos de segurança pública dentro do contexto regional de cada Estado, bem como no contexto nacional, do nosso querido país”, concluiu o Delegado.

 

 

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.