Policiais Militares do 4º BPM Prendem Homicida em Gurupi

Data do post: 31/07/2012 - Visualizações: 2336

Policiais militares do Serviço Operacional do 4º BPM em Gurupi, com o apoio do Serviço de Inteligência, prenderam, na tarde desta segunda-feira, 30, Elias Nunes de Sousa, 27 anos, acusado de ter matado a facadas a sua esposa, Maria Domingas Ribeiro dos Reis.

O crime aconteceu no Setor Nova Fronteira, provavelmente na madrugada da segunda, na residência do casal.

Entretanto, somente pela manhã, às 09h, que a mãe do acusado acionou a Polícia Militar, através do SIOP – Sistema Integrado de Operações - pelo telefone “190”, comunicando o fato. De acordo com a testemunha, a vítima havia deixado a filha do casal em sua residência no dia anterior ao fato e na manhã seguinte, quando levou a criança para deixá-la com seus pais encontrou a casa fechada e percebeu, através da janela, que Maria Domingas estava morta sobre o sofá.

Uma Guarnição de Rádio Patrulha esteve na residência da vítima e constatou as informações repassadas pela testemunha, sendo que de imediato foram acionados a Perícia Técnica e o IML – Instituto Médico Legal, os quais realizaram os trabalhos pertinentes e atestaram a morte de Maria Domingas, provocada por duas perfurações de faca: uma nas costas e outra no tórax.

No local do crime, o Serviço de Inteligência levantou a informação de que o crime havia sido praticado pelo esposo da vítima, que fugiu após a prática do delito. A partir dessas informações, a Polícia Militar diligenciou à procura do acusado, sendo que por volta das 16h soube-se, através de denúncia anônima, que Elias iria ao velório da vítima.

Diante dos fatos, foram mobilizados o efetivo operacional e o Serviço de Inteligência, ocasião em que localizaram o acusado a bordo de uma motocicleta. Ao perceber a presença dos militares, Elias tentou evadir-se e adentrou na residência onde acontecia o velório. Porém, foi preso e retirado imediatamente do local, pois os familiares da vítima tentaram linchá-lo.

Após a prisão, Elias confessou a autoria do crime, alegando ciúmes da vítima. Ele disse também que estava indo ao velório para vê-la pela última vez. O acusado foi apresentado à Central de Flagrantes onde a autoridade policial o autuou em flagrante pela prática do crime de homicídio.

Ascom/PMTO