Indeferida a Candidatura Para Vereador de Wilson Lima em Tocantinópolis

Data do post: 05/08/2012 - Visualizações: 3783

Um dos candidatos a vereador que sempre despontou em 1º lugar nas pesquisas não registradas em Tocantinópolis tem sua candidatura indeferida pela justiça eleitoral.

         Wilson Lima Martins, sofreu a segunda derrota desde que resolveu entrar para a política tocantinopolina. A primeira ocorreu quando em 2008 o candidato ficou como primeiro suplente quando alcançou 466 votos, 03,94% dos válidos. Na época Wilson foi deixado para trás por causa de sua coligação, pois quem assumiu sua vaga foi o atual vereador Márcio Kley Soares Brandão que conseguiu 329 votos, mas, foi levado pela famosa legenda. Lima ficou a frente de Márcio com 137 votos, só que a lei o derrubou para suplente.

          Agora novamente a lei tira “provisoriamente” Wilson da disputa, já que ainda cabe recurso. 

           O candidato teve o pedido de candidatura indeferido depois que o Ministério Público Eleitoral entrou com uma Ação de Impugnação de Registro de sua Candidatura por conta de doações eleitorais ao então candidato José Bonifácio tidas como ilegais.

           No pedido feito pelo MPE ao juiz eleitoral, consta nos autos cópia de decisão proferida nos autos da representação nº 117 – Palmas, em que consta a informação desfavorável ao candidato atinente ao fato de que foi condenado ao pagamento de multa de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por desrespeito ao limite legal de doação previsto no art. 23, 1º, inc. I da Lei 9.504/97 c/c art. Inc. I da Resolução TSE 22.250/06.

          Em decorrência do registro realizado pela justiça eleitoral o Ministério Público Eleitoral argüiu sua inelegibilidade com fundamentos no art. 1º, I P da LC 64/90.

          Na decisão o magistrado escreveu ainda o seguinte: “Primeiramente houve condenação do candidato por doação eleitoral reconhecida ilegal por decisão colegiada da Justiça Eleitoral, mostrando impertinente qualquer discussão a respeito de eventual decadência no ajuizamento da representação eleitoral que culminou com sua condenação. Ante o exposto, julgo procedente o pedido e indefiro o registro de candidatura de WILSON LIMA MARTINS, candidato ao cargo de vereador pelo Município de Tocantinópolis com o nº 22.222, através da Coligação ‘Tocantinópolis em Boas Mãos’”. 

          Desde que ficou como 1º Suplente na eleição de 2008 Wilson continuou com uma campanha para se eleger este ano. Foram até agora cerca de 3 anos e meio trabalhando para conseguir um lugar na câmara. Não podemos dizer se a decisão do magistrado é certa ou errada, pois o juiz segue a lei, e como diz a frase “A Justiça é cega”, e pode ser que com o erro cometido pelo candidato quando realizou a doação para a campanha de Bonifácio ele aprenda mais uma lição na política e na vida, não foi da outra e talvez nem nesta, mas, trabalhando como está Wilson, com certeza a sua hora chegará.