Faça seu login Cadastre-se

Olá Visitante.

Pesquise notícias

Publicidade

Dorinha Defende Maior Participação Financeira da União Para Cumprir o Piso do Magistério; Lei Garante Reajuste Anual

Data do post: 13/01/2016 12:32:56 - Visualizações: 1133                                                                                                         Imprimir

O reajuste do piso salarial dos professores em 2016 é motivo de preocupação tanto para estados e municípios, quanto para os docentes.

Foto:Divulgação Dep.Fed. Professora DorinhaDe acordo com indicadores nos quais se baseiam o reajuste, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), os salários iniciais devem aumentar 11,36%, segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM). Entes federados, no entanto, discordam do índice e calculam um aumento de 7,41%.

O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo a Lei 11.738/2008, que vincula o aumento à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Mas para estados e municípios há o receio de não conseguirem arcar com esse reajuste e cumprir a lei do piso, apesar de que ainda há entes federados estaduais e municipais que não respeitam a legislação. Isso se deve a vários fatores, entre eles, a falta de recursos para atender a lei.

A deputada Professora Dorinha (Democratas/TO) é autora do Projeto de Lei (3.941/12) que aumenta a participação financeira da União para que estados e municípios possam cumprir a lei do piso. A proposta diz que a União complementará estados e municípios que não tenham disponibilidade orçamentária para cumprir o valor do piso. “A principal problemática não está entre governos estaduais e municipais e a categoria, mas sim em relação à participação financeira da União no cumprimento da lei, o que não acontece atualmente”, disse a parlamentar.

Dorinha pontuou que, “como o piso decorre de legislação federal, nada mais justo que a união auxilie financeiramente os estados e municípios que tiverem dificuldade em cumprir a lei”. A cada um real gasto com educação, a União arca com 20 centavos. O restante é dividido entre estados e municípios, conforme foi explicado pela democrata.

Algumas ações da parlamentar também foram tomadas na tentativa de garantir o cumprimento da lei, como a inclusão do cumprimento do piso e a melhoria salarial dos professores no Plano Nacional de Educação, que prevê a metas para a melhoria da educação até 2024. Até 2020, os docentes terão que ter rendimento equiparado ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente.

Professora Dorinha defendeu ainda a regulamentação os royalties do petróleo e colocar em prática as metas do Plano Nacional de Educação para garantir os recursos não só para o cumprimento do piso, bem como a carreira, uma vez que são muitos os municípios que não arrecadam o suficiente para atender essa demanda.

Sobre o Piso do Magistério

Apenas 13 estados e o Distrito Federal cumprem a Lei do Piso (11.738/08), somando-se além dele as horas de atividade dos professores. Estados e municípios dizem que não possuem receita para cumprir a lei. O piso é pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.

O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, passou para R$ 1.024,67, em 2010, e chegou a R$ 1.187,14, em 2011. Em 2012, o valor era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e, em 2014, foi reajustado para R$ 1.697. Em 2015, o valor era R$ R$ 1.917,78. O maior reajuste foi registrado em 2012, com 22,22%. Apesar dos aumentos, atualmente, os professores ganham cerca de 60% dos demais salários de outras carreiras com escolaridade equivalente.

Fonte: (Com informações da Agência Brasil)

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Comentários (0)

você precisa estar logado para comentar Logar 

Esta notícia não tem nenhum comentário, seja o primeiro!

PUBLICIDADE

Destaque

Reunião no MP Definiu Regras Ambientais na Temporada de Praia em Tocantinópolis e Região

Foto da notícia

Data: 24/06/2017 09:14:40 - Visualizações: 2218

A reunião que tratou de assuntos inerentes a temporada de Praias 2017 aconteceu na ultima Quarta Feira (21), no Plenário Natalino Resplandes de Araújo no prédio das promotorias de...

Endereço

Avenida Nossa Senhora de Fátima - 1595, Centro

Contato

(63) 3471-1970, (63) 8119-0520 (Tim), (63) 8441-0195 (oi), (63) 9957-1100 (Vivo) e (63) 9276-6362 (Claro)

Siga-nos

2014 - TocNoticias - Portal de Notícias - Todos direitos reservados...

Administrado por: Roberlan Cokim