Procon realiza 1º Encontro de Julgadores do Tocantins

Data do post: 05/06/2016 10:38:36 - Visualizações: (840)    Imprimir

Na manhã desta sexta-feira, 3, cerca de 30 julgadores de processos da Superintendência Estadual de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon Tocantins) participaram do 1º Encontro de Julgadores do Estado.

Nara Moura / Governo do TocantinsO encontro visa uniformizar o entendimento do órgão quanto aos julgamentos dos diversos processos administrativos.

A responsável pela Gerência Jurídica e do Contencioso Administrativo do Procon, Núbia Dias, diz que é o próprio consumidor quem ganha com o novo procedimento para os processos. “O objetivo deste primeiro encontro de todos os núcleos é otimizar a correta análise dos processos, unificar o entendimento e os critérios objetivos para os julgamentos. Quem ganha é sempre o consumidor porque essa é uma visão que nós passaremos também para o atendente e para o conciliador”. De acordo com a gerente, a reunião possibilita que o órgão pense da mesma forma e não cada julgador de uma maneira diferente.

No encontro, além de participar de grupos de discussão, os advogados também debateram a Portaria Normativa nº001/2015 que traz como novidade a publicação de todas as decisões no Diário Oficial do Estado. Wallyson Reis, advogado e julgador de coletividade do núcleo de Palmas, disse, durante a explanação da portaria, que apesar da novidade a notificação continua sendo pessoal e ocorre quando acontece a fiscalização ou quando a pessoa vem até o órgão realizar uma reclamação. “Após a reclamação, o Procon ainda envia uma carta por correio informando à empresa que ela vai responder um procedimento administrativo. Depois da defesa e do julgamento, as decisões são publicadas em Diário Oficial”, destacou o julgador.

Outra novidade da portaria é a possibilidade de desconto de 20% no pagamento à vista e o parcelamento da multa em até dez vezes. Outra medida também aprovada pela normativa, com o intuito de não inviabilizar as atividades econômicas de algumas empresas, é a aplicação de sanção de advertência às empresas individuais e micro.

Para Franklin Rodrigues, advogado e julgador do Procon de Gurupi, o encontro firma um posicionamento mais único entre todos os julgadores para que não saiam julgamentos distorcidos ou contraditórios sobre o mesmo tema. “É importante que todos os julgadores se juntem periodicamente em encontros como este onde a gente possa afinar o discurso e conseguir um padrão de termo de julgamento. Vamos emitir opiniões, fazer críticas e fazer sugestões para melhorar os nossos procedimentos. É um espaço de troca de ideias para falarmos sobre as nossas demandas e expressar os nossos conhecimentos e pensamentos para que a superintendência possa melhorar os serviços prestados.”

A advogada e julgadora do Procon de Gurupi, Grasiela Vieira Araújo, diz que a maior dificuldade dos núcleos e dos julgadores é o consenso. “Deve existir o entendimento do Procon em cada questão, porque o órgão inteiro tem que pensar da mesma forma. Então, aqui discutindo, cada um pode dar a sua opinião e nós podemos chegar a um consenso. Ganham os consumidores e os fornecedores também que vão saber qual penalidade receberão naquele caso concreto. Segundo Grasiela, em Gurupi, cada julgador julga uma média de 60 processos por mês.

Núbia Dias diz que a intenção é que aconteça outro encontro até o final de 2016, momento em os julgadores poderão se atualizar a respeito das jurisprudências e de tudo que está acontecendo no mundo jurídico.

Estiveram presentes no encontro os advogados e julgadores dos núcleos de Palmas, Porto Nacional, Gurupi e Araguaína.  

Processos

De acordo com a Gerência Jurídica, o Procon Tocantins julga, em média, 7 mil processos por ano, sendo 6 mil na primeira instância e mil processos na segunda instância.  Somente nos cinco primeiros meses deste ano, o órgão já julgou mais de 2.500 processos administrativos.

Fonte: Nara Moura / Governo do Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Tocantinópolis Está de Luto, Morre em Araguaína a 3ª Sargenta da PM-TO Cristiane Caetano Milhomem

Foto da notícia

Data: 15/06/2019 15:37:19 - Visualizações: 5261

Notícias Relacionadas

16/06/2019
Show da Banda Falamansa Marca a Abertura do 20° Arraia da Amizade e 3° Arraiá da UnirG

14/06/2019
Denúncias Oferecidas Pelo MPTO Resultam na Prisão de Agente de Polícia Civil

14/06/2019
Naturatins Apresenta Resultados Positivos Sobre Gestão Hídrica em Audiência Pública

14/06/2019
Olyntho Neto Reabre Discussão do Novo Código Florestal do Tocantins

14/06/2019
Corpo de Bombeiros Realiza Travessia no Lago Nesse Domingo, em Palmas

14/06/2019
Sine Tocantins Está Entre os Seis Mais Efetivos do País

Todas as Notícias