TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

Moradores do Povoado do Mumbuca Continuam Isolados Por Falta de Ponte

Data do post: 06/09/2016 17:13:42 - Visualizações: (1405)

Mais de 60 famílias no povoado Mumbuca, em Mateiros, continuam isoladas após a única ponte que liga o povoado à cidade pegar fogo e ficar totalmente destruída.

Defensoria Pública-TOO incidente aconteceu no dia 24 de agosto e nenhuma providência foi tomada até o momento. A ponte é de responsabilidade da prefeitura do município e a cobrança da reforma da ponte por parte da Defensoria Pública do Estado do Tocantins já acontece desde o ano de 2014.

A população se vê ilhada e sem estrutura, o que faz com que tarefas simples ensejem um enorme dispêndio de energia, ou mesmo se tornem impossíveis de realizar, como comprar alimentação ou irem à escola. A ponte de madeira faz parte de uma estrada de chão e é o único acesso à região para os turistas, que frequentemente estão na região do Jalapão.

Defensoria Pública-TODiante disso, o DPAGRA – Defensoria Pública Agrária encaminhou ao prefeito da cidade de Mateiros, Júlio Mokfa, solicitando urgente atendimento. O ofício foi encaminhado no dia 29 de agosto e ainda aguardo retorno da prefeitura.

Núcleo

O DPAGRA atua na área do Direito Agrário, primordialmente em ações de prevenção à violência no campo, mediação dos conflitos agrários, defesa administrativa ou judicial dos trabalhadores, camponeses, de todos e quaisquer rurícolas e ainda ajuizando demandas individuais e coletivas que envolvam questões agrárias. Além disso, estabelece parcerias em prol da pacificação, do desenvolvimento do campo e evolução científica do Direito Agrário e contribui com o desenvolvimento da agricultura familiar e educação no campo.

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.