Estado Descumpre Acordo que Trata de Pagamento Para Manter Funcionamento de UTI Neonatal

Data do post: 06/09/2016 17:21:56 - Visualizações: (832)    Imprimir

O Estado do Tocantins, por meio da Sesau - Secretaria Estadual de Saúde, tinha o prazo até o dia 4 de abril deste ano para regularizar os serviços de assistência à saúde nas UTI – Unidade de Terapia Intensiva neonatal, nas unidades de saúde do Estado. 

Defensoria Pública-TOApós o ajuizamento de uma Ação Civil Pública pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público Estadual, foi firmado um Acordo judicial que não está sendo cumprido. Os pagamentos acordados na referida audiência, objetivando manter os serviços de UTI em funcionamento, não foram efetuados à prestadora de serviço, a empresa Intensicare que agora ameaça de parar.

Para o defensor público Arthur Luiz Pádua Marques, coordenador do NUSA, “é mais um calote do Estado, justamente em um serviço essencial para a manutenção da vida das pessoas, sobretudo das crianças que dependem de uti neonatal. Já peticionamos nos autos da Ação e oficiamos a secretaria de saúde, no sentido de evitar uma paralização que, caso ocorra, pode terminar em inúmeras mortes. Um absurdo”.

No acordo judicial foi firmado que a contratação direta se daria apenas por seis meses, tempo hábil para que a Sesau concluísse a licitação (que já ocorreu) para, enfim, regularizar a prestação do serviço. A Intensicare noticiou o fato a Defensoria Pública e ao Ministério Público informando que várias notas fiscais estão em aberto, desde o ano passado, e que o não pagamento culminará na paralisação dos serviços, vez que a empresa não consegue mais operar.

Defensoria

Diante disso, Nusa – Núcleo Especializado de Defesa da Saúde, da DPE-TO, expediu ofício ao secretário de saúde do Estado do Tocantins, Marcos Esner Musafir, solicitando informações sobre o descumprimento do acordo, além de informar no processo a ameaça de paralisação. O documento traz os seguintes questionamentos - Qual o motivo do Estado do Tocantins, por meio da Sesau, não ter cumprido o acordo firmado nos autos elencados? Quais as providências estão sendo tomadas para que os serviços de UTI sejam ofertados aos pacientes de forma ininterrupta? O ofício foi protocolado nesta terça-feira, 6, e estipula o prazo de cinco dias para que sejam remetidas as respostas.

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Festa das Mães, Dr.Nelson Promete Mais Pavimentação e Construção do Centro de Referência Integrado da Saúde da Mulher

Foto da notícia

Data: 16/05/2019 18:29:00 - Visualizações: 502

Notícias Relacionadas

22/05/2019
Caravana do Norte Aborda a Exploração do Trabalho Infantil em Escolas de Santa Fé do Araguaia

22/05/2019
Militares do 1º BPM Prendem Quatro Pessoas Por Roubo e Recupera Objetos Roubados

22/05/2019
Ação Civil Pública Busca Conter Avanço do Número de Mortes de Civis Decorrentes de Intervenções da Polícia Militar

22/05/2019
Polícia Civil Efetua Prisões Por Furto e Receptação de Objetos

22/05/2019
9º BPM Recupera Veículo Furtado de Morador do Estado do Pará

22/05/2019
Polícia Civil Incinera 100 Quilos de Entorpecentes Apreendidos

Todas as Notícias