TOCANTINÓPOLIS:
Facebook Youtube Twitter
Siga-nos:

PM Resgata Bebê Sequestrada em Miranorte - Criança Passa Bem e Está com a Família

Data do post: 09/09/2016 16:38:29 - Visualizações: (1056)

Na manhã desta quinta-feira, 08, um bebê de três meses foi levado de sua residência em Miranorte, por uma mulher de 36 anos, após esta prometer benefícios à criança, sendo o recebimento regular de leite em pó. 

Polícia MilitarSegundo a mãe da criança, a mulher disse que precisaria das cópias de documentos pessoais dela e do bebê, e em sua inocência e necessidade, esta saiu para providenciar o material, deixando a filha na companhia da acusada, que acabou levando a criança.

A Polícia Militar da 6ª Companhia Independente foi acionada e por meio do levantamento de informações e buscas, os policiais localizaram um taxista que teria transportado uma mulher e um bebê até o ponto de van onde a autora informou que iria para o município de Itaporã. Os militares seguiram em direção à rota do veículo até Rio do Bois, onde verificaram que a mulher desceu com a criança, sendo que um homem em uma motocicleta preta já a aguardada.

Os militares continuaram as buscas até localizarem o casal e o bebê em uma fazenda próxima. Os dois foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Miracema e a criança, após cuidados médicos, foi devolvida à mãe. Segundo o homem de 50 anos, detido juntamente com a autora, esta seria sua esposa e teria lhe dito que estava grávida e que seu filho teria sido raptado em Palmas e a acusada o encontrou em Miranorte, onde ele acreditou na mulher e acabou preso, envolvido no sequestro.

Participaram do resgate os policiais militares tenente Nunes, subtenente Durval, subtenente Alves, sargento Carneiro, sargento Melo e sargento Beijamim.

Fonte: Polícia Militar

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.