Ministério Público Consegue Extinção de 217 Cargos Comissionados em Município de São Paulo

Data do post: 02/11/2016 00:06:31 - Visualizações: (2310)    Imprimir

Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Itapeva (SP), conseguiu a extinção de 217 cargos em comissão naquele município, em decisões que atingem os poderes Legislativo e Executivo, e que irão gerar uma economia anual de cerca de 3,7 milhões de reais aos cofres públicos.

Imagem da InternetAs decisões, publicadas entre abril de 2012 e agosto de 2016, constam em seis ações diretas de inconstitucionalidade propostas pela Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo e decorrentes de um inquérito civil instaurado para apurar violações à Constituição estadual, que estabelece que cargos comissionados devem ser voltados a funções de chefia, direção ou assessoramento superior de órgãos públicos.

Nas ações, a PGJ alegou, entre outros pontos, que determinados cargos comissionados criados no município “retratam funções técnicas, burocráticas, operacionais e profissionais; portanto, devem ser preenchidos por servidores públicos investidos em cargo de provimento efetivo e aprovados em certame público”. Já outras funções, como Diretor de Administração de Pessoal, Chefe de Divisão de Pessoal, Chefe de Divisão de Assistência à Saúde e Segurança, por exemplo, “dizem respeito a funções subalternas e de pouca complexidade”, não se enquadrando nos casos previstos pela Constituição estadual.

Entre os cargos extintos, estão os de 68 assessores da Câmara Municipal de Itapeva. No âmbito da prefeitura municipal, foram extintos cargos como o de chefe de Divisão de Artesanato, chefe de Divisões de Táxi e Moto-Táxi, e assessores técnicos e de administração.

Fonte: Onda 21

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Locutor Fhayne Costa é Acusado de Atropelar e Matar Mulher Grávida, Além de Fugir do Local Sem Prestar Socorro às Vitimas

Foto da notícia

Data: 17/01/2018 01:02:42 - Visualizações: 7251

Notícias Relacionadas

17/01/2018
De Autoria da Deputada Dorinha, Sancionada Lei que Institui o Dia Nacional de Educação a Distância

17/01/2018
"O Mundo Não Está Cego" Diz Kátia Abreu Sobre a Classificação de Risco Feita Pela Standard & Poor's ao Brasil

11/01/2018
Banco da Amazônia Divulga Resultado do Edital de Patrocínios 2018

10/01/2018
Proposta Define Regulamentação da Vaquejada no Brasil

07/01/2018
Movimento Vem Pra Rua Promoverá no Próximo Dia 23 de Janeiro, às 18h, Ato em Defesa da Justiça

31/12/2017
Aplicativo Whatsapp Apresenta Inúmeras Falhas no Ultimo Dia do Ano

Todas as Notícias