Faça seu login Cadastre-se

Olá Visitante.

Pesquise notícias

Publicidade

Especialistas Apontam o MA Como Potência na Geração de Energia Solar

Data do post: 28/11/2016 16:59:55 - Visualizações: 462                                                                                                         Imprimir

Energia solar é uma das alternativas de abastecimento de regiões remotas. Pelo menos 100 usinas já foram instaladas em todo o estado.

G1 MaranhãoO Maranhão é um dos melhores lugares do Brasil para geração de energia solar, segundo o engenheiro eletrônico e diretor técnico da ENOVA, Felipe Simões durante Seminário de Energias Renováveis: Investindo em um Futuro Sustentável’, realizado pela Secretaria de Estado de Minas e Energia (Seme) no Palácio Henrique de La Rocque.

Segundo o engenheiro eletrônico, o Maranhão é um dos estados mais promissores para o desenvolvimento de energia solar, que só no último ano cresceu 300% no Brasil. O barateamento das tecnologias para geração de energia solar e o crescente interesse das pessoas e instituições na geração da própria energia potencializam o crescimento do setor no estado.

“Estamos chegando a 100 usinas instaladas no Maranhão, entre micro e mini usinas, sendo que, no estado, nós temos por volta de dois milhões de unidades consumidoras. Então ainda estamos arranhando a superfície do que é esse mercado”, disse Felipe Simões, que também é mestre em automação e controle pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Para Simões, a instalação de sistemas de captação de energia solar nos agropolos, realizada pelo governo estadual, são um incentivo para a agricultura e a economia local. “Com um pouco de amparo técnico e responsabilidade, programas como esse tem um potencial de fazer muito bem para o produtor, principalmente para aquele pertencente à agricultura familiar”, ressaltou o engenheiro.

Sistemas de captação de energia solar para irrigação de plantações nos agropolos foram implantados, por meio de parceria entre a Seme e as Secretarias de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e da Agricultura Familiar (SAF). A iniciativa fortalece a agricultura familiar e desonera a produção dessas comunidades rurais na obtenção de energia. Agropolos dos municípios de Raposa e São José de Ribamar estão entre os beneficiados.

Alternativa de energia para a zona rural

Segundo o engenheiro eletricista e membro da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Cláudio Martins, a energia solar é uma das alternativas mais viáveis para abastecimento de regiões remotas e rurais, onde há uma dificuldade de instalação de energia elétrica de qualidade. “Nessas localidades, não há infraestrutura adequada porque o custo para levar energia elétrica até lá é muito alto. Então o governo estadual vislumbrou a utilização de energia solar de forma diferente de como era feita no passado, sem a necessidade de baterias que, com o tempo, tornam-se obsoletas”, disse o mestre de sistemas de potência pela Universidade Federal do Maranhão.

G1 MaranhãoDe acordo com o especialista, o novo sistema de energia, que utiliza bombas d’água para irrigação das plantações, dispensa o uso de baterias que precisavam ser trocadas a cada dois ou três anos, uma despesa que comunidades rurais não tinham como arcar e que gerava passivo ambiental.

Vantagem geográfica

“Estamos a dois graus da linha do Equador, com uma incidência de radiação solar caindo quase que horizontalmente por sobre os painéis solares aqui instalados”, explicou o professor de Engenharia da Computação da UFMA, Shigeaki Lima. Para o pesquisador, a localização geográfica do Maranhão coloca o estado entre os mais promissores do país não só no desenvolvimento de energia solar, mas de outras alternativas como a energia eólica e a energia dos mares.

Para Shigeaki, iniciativas como a entrega de kits de energia solar nos agropolos, promovida pelo governo estadual, são um estímulo para o desenvolvimento de tecnologia nacional no setor. “Esse investimento ajuda a despertar o interesse das pessoas em conhecer esse tipo de tecnologia e na formação de mão de obra especializada. Um problema que você tem ao importar tecnologia é que, depois de um tempo, as pessoas não sabem mais como operar aquele equipamento, que acaba caindo em desuso”, alertou o pesquisador.

Fonte: G1 Maranhão

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Comentários (0)

você precisa estar logado para comentar Logar 

Esta notícia não tem nenhum comentário, seja o primeiro!

PUBLICIDADE

Destaque

5 Prefeituras do Bico se Reúnem Para Criar um Consórcio Intermunicipal Para Gestão de Resíduos Sólidos e Gestão Ambiental

Foto da notícia

Data: 22/08/2017 21:55:21 - Visualizações: 217

Representantes dos municípios de Aguiarnópolis, Darcinópolis, Palmeiras do Tocantins, Santa Terezinha do Tocantins, Luzinópolis e Nazaré estiveram reunidos no ultima dia 17...

Endereço

Avenida Nossa Senhora de Fátima - 1595, Centro

Contato

(63) 3471-1970, (63) 8119-0520 (Tim), (63) 8441-0195 (oi), (63) 9957-1100 (Vivo) e (63) 9276-6362 (Claro)

Siga-nos

2014 - TocNoticias - Portal de Notícias - Todos direitos reservados...

Administrado por: Roberlan Cokim