Homem é Condenado a Pagar R$ 20 Mil por Xingamento no WhatsApp

Data do post: 16/12/2016 21:13:23 - Visualizações: (4424)    Imprimir

As pessoas estão acostumadas a achar que a internet é uma terra de ninguém onde tudo vale, mas as leis da sociedade também se aplicam no ambiente virtual.

Imagem da InternetUm profissional de relações públicas foi condenado a pagar R$ 20 mil a uma advogada por xingá-la em um grupo do WhatsApp.

O incidente aconteceu em junho, quando o réu publicou piadas machistas e xingamentos contra a ex-presidente Dilma Rousseff em um grupo. Ao reclamar das publicações, a advogada foi insultada.

Ainda de acordo com a coluna, o homem, que é de São Paulo, se recusou a se retratar e o juiz do caso considerou que "ninguém é obrigado a concordar politicamente com ninguém, mas que isso não lhe dá o direito, por mais calorosa que seja a discussão, de adotar uma conduta tão repugnante, típica de movimentos totalitários".

Fonte: Catraca Livre

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Após Investigar o "Esquema dos Olintos", Delegado Regional de Araguaína é Demitido. Tiago Daniel de Tocantinópolis Também foi Exonerado

Foto da notícia

Data: 17/11/2018 02:44:30 - Visualizações: 10345

Notícias Relacionadas

14/11/2018
Congresso Libera R$ 196,2 Mi Para Segurança Pública

11/11/2018
VLI Está Entre as Melhores Empresas do País Para se Trabalhar

18/09/2018
VSR: Principal Vírus Causador de Bronquiolite em Bebês Pode ser Evitado

31/08/2018
Recurso de Lula tem Chance de Ser Aceito e Ele Deve Concorrer, Dizem Professores

27/08/2018
Documentos de Veículos Agora Também Terão Versão Eletrônica

14/08/2018
Bolsonaro Registra Candidatura a Presidente do Brasil

Todas as Notícias