Suspeito de Mandar Matar Jovem por Dívida de Drogas de R$ 5 Mil é Preso em Goiânia

Data do post: 19/12/2016 20:13:47 - Visualizações: (3172)    Imprimir

Polícia diz que investigado ameaçou vítima dias antes do crime em Goiânia. Delegado acredita que autor dos disparos é um menor, mas ele não foi preso.

G1 GoiásO jovem Eduardo Veiga, de 26 anos, foi preso suspeito de mandar Fabrício Aguiar Nunes, de 25 anos por uma dívida de drogas no valor de R$ 5 mil em Goiânia. O investigado é apontado pela Polícia Civil como chefe do tráfico na região do setor Negrão de Lima e a vítima trabalhava para ele. O autor dos disparos ainda não foi preso.

O delegado Francisco Júnior, responsável pelo caso, disse que, como a dívida de Fabrício estava alta, Eduardo passou a ameaçá-lo. Dias antes do crime, ele chegou a atirar contra o portão da casa da vítima, mas ninguém ficou ferido.

"No dia 29 de outubro deste ano, o Fabrício estava bebendo em um bar com a namorada e com a sogra quando recebeu uma ligação no celular e foi até a esquina do estabelecimento. Nesse momento, uma pessoa de moto se aproximou, atirou contra ele e fugiu", explicou o delegado.

A polícia acredita que Eduardo mandou matar o jovem e até emprestou a arma usada no homicídio. A suspeita é que um menor tenha atirado na vítima, mas ele ainda não foi identificado.

O suspeito foi preso no último dia 12, em uma casa no setor Caiçara. Ele estava usando documento com nome falso para tentar enganar a polícia. Em depoimento, o rapaz confessou o crime.

Eduardo também já tinha mandados de prisão por outros três homicídios e por tráfico. Além disso, ele ainda vai responder por uso de documento falso e posse de arma. Segundo o delegado, somando as penas dos crimes dos quais é investigado, a pena pode superar 100 anos de prisão.

G1 GoiásBalanço

Durante a coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (19), o titular da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), Douglas Pedrosa, informou que Goiânia terminou 2016 com um índice de homicídio por 100 mil habitantes abaixo da média nacional. Essa marca não era atingida há quatro anos. O delegado disse ainda que na capital houve uma redução no número de homicídios se comparado a 2015 e também houve um grande crescimento das prisões.

“Em 2015, o número de homicídios em Goiânia a cada 100 mil habitantes era de 37,55. Este ano passou para 28,3. O índice nacional em 2016 é de 29,1 assassinatos. E outro número importante para se destacar é que atualmente estamos com um índice de 75% de crimes solucionados”, explicou Pedrosa.

O número de prisões do ano passado para este passou de 221 para 426, o que representa um aumento de 92,76%. O delegado acredita que graças a isso houve uma redução no número de assassinatos na cidade. “Em 2015 foram 544 homicídios. Este ano são 410, uma queda de 24,63%”, disse.

Por fim, destacou que neste ano 343 inquéritos foram concluídos, 24,63% a mais em relação aos 222 dos 12 meses anteriores. “Com todas essas operações, conseguimos também apreender quase 50 armas e apreender 1.250 kg de drogas no momento das prisões”, concluiu o delegado.

Fonte: G1 Goiás

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Cadastramento de Solicitação de Vagas nas Creches Municipais de Tocantinópolis Segue Até Dia 15 de Dezembro

Foto da notícia

Data: 14/12/2017 11:32:12 - Visualizações: 358

Notícias Relacionadas

15/12/2017
Vacinas Agora Podem Ser Dadas em Farmácias de Todo o Brasil

15/12/2017
Prefeituras Atrasam Pagamentos e Pedem Aprovação da Reforma da Previdência

06/12/2017
Envergonhado com a Política, Tiririca faz seu 1º e Ultimo Discurso na Tribuna da Câmara e Anuncia que Deixará a Política

27/11/2017
PRF Emite Nota de Pesar Pelo Falecimento de Agente em Serviço

24/11/2017
Kátia Abreu Fala Sobre Sua Expulsão do PMDB

23/11/2017
Conselho de Ética do PMDB Expulsa Senadora Kátia Abreu da Sigla

Todas as Notícias