Kátia Abreu Vota a Favor e Senado Aprova Projeto que Regulariza Vaquejadas

Data do post: 17/02/2017 09:54:05 - Visualizações: (4501)    Imprimir

Prática Foi Proibida Pelo Supremo Tribunal Federal em Outubro do Ano Passado.

Foto: Marcos Oliveira/Agência SenadoA senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) votou nesta terça-feira (14) favoravelmente à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permite a realização das vaquejadas, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prática. O plenário do Senado aprovou a medida, que segue agora para a Câmara dos Deputados.

“A proibição imposta pelo Supremo causou enorme prejuízo para todo o país. A vaquejada gera em torno de um milhão de empregos diretos e indiretos. Hoje aprovamos uma mudança na Constituição que permite a prática, mas sem maus-tratos. Parabéns a todos os vaqueiros do Brasil”, afirmou a senadora.

Kátia Abreu destacou a cadeia produtiva movimentada em torno da vaquejada, que engloba produtores de ração e feno, vaqueiros, tratadores, produtores de couro, artesãos que fazem selas e arreios. Também estão envolvidos produtores de festas, ambulantes, donos de haras e empresas de leilões.

Com a aprovação da PEC da Vaquejada (PEC 50/2016), não serão consideradas cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais previstas na Constituição e registradas como integrantes do patrimônio cultural brasileiro. A condição para isso é que sejam regulamentadas em lei específica que garanta o bem-estar dos animais.

Em novembro de 2016 a vaquejada ganhou status de manifestações da cultura nacional e foi elevada à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil devido a um projeto aprovado pelo Congresso Nacional.

Fonte: Ascom/Senadora Kátia Abreu

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Nêgo D´água Afundando: Prefeito de Angico (TO) Pode Perder o Cargo Por Improbidade Administrativa

Foto da notícia

Data: 14/10/2018 01:54:29 - Visualizações: 2751

Notícias Relacionadas

18/09/2018
VSR: Principal Vírus Causador de Bronquiolite em Bebês Pode ser Evitado

31/08/2018
Recurso de Lula tem Chance de Ser Aceito e Ele Deve Concorrer, Dizem Professores

27/08/2018
Documentos de Veículos Agora Também Terão Versão Eletrônica

14/08/2018
Bolsonaro Registra Candidatura a Presidente do Brasil

14/08/2018
Trabalhadores Já Podem Sacar Cotas do Pis a Partir Desta Terça-Feira (14)

11/08/2018
Projeto de Kátia Abreu que Moderniza Seguro Rural Avança no Senado

Todas as Notícias