Rouparia Para Realização de Procedimentos Cirúrgicos Está em Falta nos Hospitais Públicos

Data do post: 17/05/2017 17:35:03 - Visualizações: (184)    Imprimir

O Nusa – Núcleo Especializado de Defesa da Saúde da Defensoria Pública do Estado do Tocantins, identificou nas vistorias realizadas nos hospitais públicos do Estado a falta de tecido para forrar os colchões nas macas e cadeiras, roupas dos pacientes e principalmente para os profissionais de saúde, que relatam a paralisação de procedimentos cirúrgicos por falta dos tecidos em todos os setores dos hospitais.

Defensoria Pública-TOO Nusa, objetivando garantir o acesso digno a saúde, recomendou a regularização do fornecimento dos tecidos ao Secretário Estadual de Saúde, no último dia 11, de forma imediata.

A recomendação foi realizada pelos Defensores Públicos Felipe Lopes Barboza Cury, coordenador do Nusa, e Arthur Luiz Pádua Marques, titular da 30ª Defensoria Pública de Saúde da Capital.

O HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, conta com estrutura física e de pessoal para realizar a confecção da rouparia, necessitando apenas da aquisição do tecido.

A falta do material agrava o quadro clínico e pode ser causa do óbito dos pacientes em virtude da não realização dos procedimentos adequados a cada patologia, pela falta de campo cirúrgico, ou seja, roupas e tecidos necessários à realização dos procedimentos.

Para o coordenador do Nusa, defensor público Felipe Cury, falta gestão. “Observando pontualmente, o custo deste material se comparado aos custos de tratamentos que estão sendo negligenciados pelo ente estatal, não por falta de materiais ou medicamentos de alto custo, mas por uma nítida falta de gerenciamento do Sistema Único de Saúde, vez que simplesmente a Secretaria da Saúde não consegue comprar tecido suficiente para atender a demanda”, relatou o Defensor Público.

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Entrevista, Prefeito de Tocantinópolis Fala dos Seus Primeiros 11 Meses Como Gestor e Rebate Críticas

Foto da notícia

Data: 20/11/2017 05:11:38 - Visualizações: 683

Notícias Relacionadas

19/11/2017
Polícia Civil Prende Suspeito por Tráfico de Drogas em Guaraí

19/11/2017
Alunos do Curso de Envidraçamento Apostam em Deficiência de Mão de Obra do Setor Para se Destacarem no Mercado de Trabalho

19/11/2017
Polícia Civil Recupera e Devolve 23 Aparelhos Celulares Roubados em Palmas

19/11/2017
Araguaína Sedia Encontro Sobre Licenciamento Ambiental

19/11/2017
Polícia Civil Apreende Mais de 20 kg de Maconha em Palmas

19/11/2017
ATM Senta com SEDUC e UFT Para Discutir Parcerias de Desenvolvimento aos Municípios

Todas as Notícias