'Não Era o Momento', Disse Mãe que Abandonou Corpo de Bebê em Saco de Lixo

Data do post: 19/07/2017 16:29:30 - Visualizações: (2846)    Imprimir

Criança nasceu viva e foi deixada em uma toalha no banheiro de sexta-feira (14) até ontem (18). 

G1 MaranhãoA Polícia Civil do Maranhão identificou e prendeu a mulher de 40 anos que abandonou nessa terça-feira (18) o corpo de um bebê dentro de um saco plástico entre as ruas Tiúba e Perimetral, em Timon, no Maranhão, cidade vizinha a Teresina. Segundo o delegado regional de Timon, Humaitan Oliveira, a mulher teria dito que a gravidez foi indesejada e que "não era o momento" de ser mãe novamente. Ela já tem três filhos.

O delegado contou ao G1 que a mulher mora poucos metros distante do local onde o corpo do bebê foi encontrado por um gari, na manhã dessa terça-feira (18). Ela inicialmente chegou a negar que tivesse dado à luz recentemente.

"Nós já tínhamos algumas informações após investigarmos e conforme fomos questionando ela não teve como negar. De início ela disse apenas que tinha procurado o hospital para fazer tratamento de um mioma, mas lá descobrimos outra história. O Instituto Médico Legal (IML) também constatou que ela havia passado por um parto recentemente", informou.

Após o parto, no hospital Alarico Pacheco a equipe médica atendeu a mulher que afirmou ter sofrido um aborto espontâneo. Contudo, os profissionais desconfiaram devido a contradições no relato da paciente e, pressionada, ela fugiu do hospital.

Depois de mudar a versão, o delegado disse que a mulher contou ter dado à luz em casa, por meio de parto natural, na última sexta-feira (14) a um bebê do sexo masculino aos nove meses de gestação. Ela então teria enrolado o bebê em uma toalha e deixado escondido no banheiro até ontem.

G1 Maranhão"O IML não encontrou sinais de traumas externos no corpo, então ele pode ter morrido sufocado nessa toalha. Ela pode ter começado a sentir o mau cheiro e decidiu jogar no lixo, foi quando o corpo foi achado. Ela disse que fez isso porque não queria ter engravidado, que esse não era o momento certo", relatou Humaitan.

A causa da morte ainda será determinada pelo IML. O delegado disse que será apurado se a mulher responderá por infanticídio ou homicídio doloso. O primeiro crime é considerado caso seja confirmado que ela estava sofrendo de depressão pós-parto no momento em que decidiu abandonar ou matar propositalmente o bebê. Ela responderá ainda por ocultação de cadáver.

A mulher era mãe de três filhos de 20, 10 e 9 anos de idade. O filho mais velho contou à polícia que não sabia que a mãe estava grávida. Ela trabalhava vendendo comida na rua de casa.

A mulher está presa na penitenciária feminina de Timon e passará hoje por audiência de custódia.

Fonte: G1 Maranhão

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Sede da Diretoria Regional de Ensino de Tocantinópolis Tem o Fornecimento de Eletricidade Suspenso por Falta de Pagamento

Foto da notícia

Data: 16/01/2018 03:01:02 - Visualizações: 70

Notícias Relacionadas

15/01/2018
Motociclista Sem Habilitação Morre Após Colisão com Caminhonete na BR 010

14/01/2018
Totalmente Embriagado, Motorista Bate em Poste em Frente ao Posto da PRF de Açailândia (MA)

07/01/2018
Caminhão Carvoeiro Pega Fogo na BR 222 e Motorista Foge do Local

27/12/2017
Prefeitura de Imperatriz (MA), Intensifica Notificação de Terrenos Baldios

27/12/2017
PRF do MA Flagra Doze Crianças Sendo Transportadas no Compartimento de Carga de uma Caminhonete

24/12/2017
Droga é Encontrada em Partes Íntimas de Vítima de Acidente Fatal em Estreito, Segundo PRF

Todas as Notícias