Governador Abre Oficialmente a 2º Fase da Campanha Contra Febre Aftosa

Data do post: 08/11/2017 23:09:54 - Visualizações: (104)    Imprimir

“O Tocantins é um Estado respeitado porque tem homens e mulheres comprometidos e hoje pode ser um dos maiores celeiros para abastecer o mundo, nós estamos atentos e vamos nos preparar ainda mais”, declarou o governador Marcelo Miranda, durante o pronunciamento na abertura oficial da vacinação contra a febre aftosa, que ocorreu na manhã desta quarta-feira, 8, na Fazenda Canadá, município de Figueirópolis, região sul do Estado.

Dinalva Martins-Governo do TocantinsO evento contou com a participação de políticos, produtores rurais, servidores e da comunidade em geral.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo, celebrou os 20 anos sem febre aftosa e ressaltou a importância da Agência no cenário agropecuário brasileiro. “As conquistas são resultados de um excelente trabalho desempenhado em conjunto com toda a cadeia produtiva, que coloca a Adapec entre as principais agências de defesa agropecuária do país, e que levará o Tocantins a ser tornar livre de febre aftosa sem vacinação até 2023”, disse destacando as principais ações executadas nas áreas animal e vegetal, dentre elas, a vacinação de 100% do rebanho na Ilha do Bananal, o recolhimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos, além do monitoramento da soja sequeiro e irrigada. 

O Tocantins exportou em 2016 mais de 33 mil toneladas de carnes e subprodutos para 24 países. Em 2017, de janeiro a setembro os números já ultrapassaram 23 mil toneladas. Entre os principais importadores estão: Rússia, Hong Kong,Chile, Egito e Emirados Árabes. “Nós vemos o empenho de todos os funcionários da Adapec, para que esse Estado fique sempre livre dessa doença gravíssima, nossa parceria é sólida”, relatou o superintendente federal da agricultura, Rodrigo Guerra citando ainda a Operação Vegas como um  momento difícil, que foi superado devido ao empenho de todos. “Com isso, os frigoríficos citados foram liberados e habilitados para continuar funcionando normalmente”, avaliou Rodrigo Guerra.

Dinalva Martins-Governo do TocantinsA Fazenda Canadá está localizada no município de Figueirópolis, região sul do Estado, tem como principal atividade o melhoramento genético. “Desde o início priorizei a sanidade do rebanho, é importante vacinar contra todas as doenças, principalmente contra a febre aftosa, porque animal sadio é animal vacinado”, ressaltou o proprietário da Fazenda, Anísio Francisco Silva. O prefeito de figueirópolis, Fernandes Martins, também destacou o Tocantins como exemplo no Brasil no combate a febre aftosa. “Todos os produtores têm entendido a preocupação de ficarmos livre da doença e tem cumprindo o seu papel ao longo dos anos”, pontuou.

Participaram do evento o secretário da Agricultura e Pecuária (Seagro), Clemente Barros, presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins),Pedro Dias, o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Éder Martins. o prefeito de Gurupi, Laurez Moreira, entre outras autoridades.

Região Sul do Estado

A região sul detém 11,49 % do rebanho de todo o Estado, com quase 1 milhão de bovinos, distribuídos em 12 municípios. Sempre tem alcançado altos índices vacinais contra a febre aftosa. Nessa região, tem grandes empresas instaladas que exportam carne, produtos e subprodutos, além de frigorífico registrado no serviço de inspeção estadual que fornecem produtos de qualidade em todo o Estado. 

Campanha

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa ocorre de 1º a 30 de novembro para animais de 0 a 24 meses de idade. Essa campanha é parcial, portanto devem ser vacinados cerca de 4 milhões de bovinos e bubalinos, dos 8,7 milhões existentes.

A comprovação da vacinação deve ser feita até 10 dias após a compra da vacina, nas unidades da Adapec, presente em todos os municípios do Estado. Para declarar o ato é preciso levar a nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso, preenchida corretamente para atualização cadastral.

O Produtor que deixar de vacinar será multado em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. Vale lembrar que os animais só podem ser transportados mediante a emissão da Guia de Trânsito de Animal, que está condicionada a comprovação da vacina.

Fonte: Dinalva Martins-Governo do Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Entrevista, Prefeito de Tocantinópolis Fala dos Seus Primeiros 11 Meses Como Gestor e Rebate Críticas

Foto da notícia

Data: 20/11/2017 05:11:38 - Visualizações: 1707

Notícias Relacionadas

20/11/2017
Professoras da Rede Municipal de Dois Irmãos Conseguem Extensão de Carga Horária na Justiça

20/11/2017
Corpo de Bombeiros e Sesau Realizam Treinamento Para Formação de Brigada de Combate ao Aedes

20/11/2017
Palestra Vai Apresentar Fundamentos Para Uma Longevidade Saudável

20/11/2017
Com Defensoria Pública, Quilombolas Lutam Para Garantir Direitos

20/11/2017
Semana Justiça Pela Paz em Casa têm Início na Comarca de Araguaína com Capacitação Para Mulheres

20/11/2017
Assembleia Comemora Dia Nacional da Consciência Negra

Todas as Notícias