Defensoria Pública Recomenda que Estado Regularize Contratações Temporárias de Servidores

Data do post: 10/11/2017 18:03:24 - Visualizações: (294)    Imprimir

Recomendação foi motivada após vistoria da DPE, MPE e MPF, no HGP, no último dia 25, quando servidores relataram problemas.

Defensoria Pública-TOA Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) recomendou ao governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Administração (Secad), e demais secretarias, que regularize a contratação temporária de servidores por meio do cumprimento de todos os requisitos legais, incluindo a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE). Expedida nesta quinta-feira, 9, a Recomendação também orienta que o Estado se abstenha de efetuar descontos indevidos de Imposto de Renda.

Nesse sentido, a DPE-TO recomenda que o Estado não admita servidores sem contrato em seus órgãos públicos (unidades de saúde, secretarias, etc), devendo o servidor contratado iniciar a jornada de trabalho apenas com a contratação formal. Além disso, que seja realizado o pagamento dos servidores mensalmente, sem atrasos; e também que o desconto do imposto de renda seja efetuado somente nos casos expressamente legais, considerando o apurado mês a mês, abstendo-se assim de descontar o Imposto de Renda quando o salário mensal não for tributável.

“Por exemplo, um servidor que recebe mil reais, e está com o salário atrasado há quatro meses, quando ele receber os atrasados, o Estado não pode descontar o Imposto de Renda sobre os quatros meses. O ideal é que não atrase, mas, se atrasar, o servidor não pode ser duplamente penalizado”, explicou o defensor público titular da 30ª Defensoria Pública da Saúde da Capital.

Outro ponto recomendado pela Defensoria Pública é quanto a regularização da oferta de auxílio transporte, para que o crédito do vale transporte seja inserido na carteirinha do trabalhador antes do início do mês de referência em que será utilizado. Ocorre que o Estado desconta 3% do servidor e não repassa em tempo hábil, dificultando o acesso ao transporte e prejudicando o serviço.

A Recomendação foi protocolada por intermédio do Núcleo de Defesa da Saúde (Nusa) e pela 30ª Defensoria Pública da Saúde da Capital, na Secad.

Motivação

A Recomendação que abrange a regularização de todas as contratações temporárias no Estado do Tocantins foi motivada após vistoria realizada pela DPE-TO, Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF) no Hospital Geral de Palmas (HGP), durante a paralisação de atividades dos servidores dos setores de Cozinha, Higienização e Lavanderia da Unidade, no último dia 25. Naquele dia, houve a paralisação de 29 servidores em suas atividades de trabalho. Eles são contratos temporários, com remuneração média de R$ 1 mil, e denunciaram contratações irregulares, descontos indevidos de Imposto de Renda, assédio moral, entre outras situações.

Diante disso, os órgãos encaminharam relatório ao Ministério Público do Trabalho (MPT) sobre o atraso no pagamento dos salários dos funcionários dos setores de Cozinha, Higienização e Lavanderia do Hospital Geral de Palmas (HGP), e também realizaram uma reunião de mediação com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesau).

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

PRF de Porto Franco (MA), Prende Casal Transportando Droga Avaliada em Meio Milhão de Reais Dentro de um Fusca

Foto da notícia

Data: 25/02/2018 11:41:41 - Visualizações: 1431

Notícias Relacionadas

25/02/2018
Polícia Civil Prende Mulher Acusada de Mandar Matar a Amante do Marido, há 29 Anos, em Porto Nacional

23/02/2018
Polícia Civil Prende Suspeito Por Crime de Violência Sexual

23/02/2018
Emenda da Mesa Diretora Propõe Destinar Recursos Diretamente aos Municípios

23/02/2018
Benefício: Justiça Converte Prisão Preventiva em Domiciliar Para mulher que tem Três Filhos Pequenos

23/02/2018
No Ministério das Cidades, Deputada Dorinha Busca Recursos Para Municípios Tocantinenses

23/02/2018
MPE Obtém Decisão Judicial que Proíbe Participação de Crianças e Adolescentes no Concurso de Miss em Paraíso

Todas as Notícias