Comissão Marca Nova Reunião Para Viabilizar Situação de Pequenos Açougueiros

Data do post: 12/04/2018 15:19:10 - Visualizações: (404)    Imprimir

A Comissão de Defesa do Consumidor, numa primeira reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 11, com a participação de representantes de órgãos de controle estaduais e federal entraram em consenso sobre alternativa de forma que permita pequenos açougues do Estado comercializar carne de forma legal e menos onerosa.

Assembleia Legislativa do Tocantins

Com esse objetivo, as partes marcaram nova reunião na Comissão para a próxima quarta-feira, dia 16, ás 14 horas.

Os deputados chamaram o debate em função da proibição do abate de bovinos fora dos frigoríficos ou dos matadouros licenciados. Além da recomendação federal, o açougueiro terá que cumprir a legislação estadual, bem como a Lei 3.136 de setembro de 2016 que obriga o comerciante a expor de maneira clara a razão social, o nome de fantasia, telefone, endereço e o número da inspeção do frigorífico fornecedor dos produtos.

O chefe de serviço de inspeção do Ministério da Agricultura, Eduardo Rocha, alertou sobre o risco de se permitir a ilegalidade no caso de um possível relaxamento das regras. “O motivo da inspeção é dar segurança alimentar ao cidadão, o contrário é legalizar o ilegal”, disse Eduardo.

Os parlamentares, no entanto, foram taxativos. “Não se trata de defender ilegalidade, mas sim da sobrevivência comercial a uma categoria fundamental para a população, mas com a dureza da lei e a falta de apoio encontra-se sem condições de continuar na atividade”.

Para o deputado José Bonifácio (PR), enfático defensor das pequenas casas de carne, é preciso encontrar alternativa no sentido de viabilizar a continuidade do pequeno revendedor de carne. Por sua vez o deputado Eli Borges (SD), na qualidade de presidente da Comissão, defendeu que o Governo terá de promover o incentivo ao pequeno comerciante, que tem seu negócio para sua sobrevivência. “Esse é mais um caso em que a lei vem para punir e nunca para beneficiar; para o Governo o bônus e para população resta sempre o ônus”, arrematou.

Ao avaliar argumentos de que a fiscalização é para garantir a segurança alimentar, Zé Roberto (PT) avaliou que enquanto o pequeno não pode vender sua carne ou seu boi quando precisam, os órgãos de controle libera o leite longa vida cheio de produtos cancerígenos e indagou, “qual será o mais prejudicial para a saúde humana?”.

Já o assessor jurídico da Adapec, Francisco de Assis, sugeriuuma alternativa utilizada pelos açougueiros de Pium, que contrataram um caminhão frigorífico para transportar a carne dos abatedores até seus estabelecimentos. Outra opção apontada é a construção de matadouros no sistema de consócio municipais.

Também participaram da reunião, os deputados Olyntho Neto (PSDB), Elenil da Penha (MDB) e Valderez Castelo Branco (PP). Como representantes dos órgãos estaduais compareceram também Paulo Augusto Bispo, diretor da Sefaz; Thiago Botelho, da Vigilância Sanitária; e Faustino Bandeira, do Ministério Público Estadual.

Fonte: Assembleia Legislativa do Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Maurilândia do Tocantins, Jovem Mata Desafeto com uma Pedrada na Cabeça

Foto da notícia

Data: 16/06/2018 11:33:35 - Visualizações: 7894

Notícias Relacionadas

19/06/2018
Lei Seca: Homem é Condenado Por Dirigir Embriagado

19/06/2018
SENAR Realiza Curso de Aproveitamento Integral de Alimentos - Alimentação Alternativa no Município de Augustinópolis

19/06/2018
Polícia Militar Realiza Formatura de 140 Crianças no Curso PROERD em Goiatins

19/06/2018
Após Acidente de Trabalho, Cidadão Ganha na Justiça Direito à Aposentadoria

19/06/2018
FAET INFORMA : CNA e Governo Vão Atuar na Prevenção e no Combate à Criminalidade no Campo

18/06/2018
Justiça Determina que INSS Conceda Benefício Assistencial a Jovem com Deficiência Mental

Todas as Notícias