Lula Livre: Baderneiros Paralisam Aulas no Câmpus da UFT de Tocantinópolis Prejudicando Demais Acadêmicos

Data do post: 04/05/2018 14:05:58 - Visualizações: (4077)    Imprimir

Empolgados com os ensinamentos repassados durante o ultimo evento denominado "III Encontro de Formação Política e Militância Universitária", que aconteceu no Câmpus entre os dias 11 a 14 de Abril, uma minoria de acadêmicos do Curso de Educação no Campo resolveram ocupar as dependências do Câmpus impedindo aulas e demais serviços do dia a dia da Universidade Federal do Tocantins em Tocantinópolis.

Imagem do Site www.tocnoticias.com.brImagem do Site www.tocnoticias.com.brNo portão de entrada da Universidade consta um cartaz com a frase "Lula Livre", mostrando escancaradamente o que realmente estes acadêmicos estão querendo reivindicar, com alguns outros cartazes pedindo "alojamento" e "Bolsas" sendo que alguns do próprio movimento já os tem. Segundo os manifestantes, tirando o pedido de liberdade a Lula, existe também a solicitação  de pagamento em dia das bolsas que como dito antes, muitos deles recebem, não esquecendo que os que já usam  os alojamentos querem melhores condições no local que os próprios usuários deixaram do jeito que eles querem, ou seja, com as paredes todas pichadas.

Um outro pedido dos "Grevistas Universitários", é que seja adequado o calendário acadêmico, que segundo eles é feito do mesmo jeito que os manifestantes estão fazendo agora ao iniciar o movimento, sem ser discutido com a comunidade acadêmica. Neste Foto: divulgaçãocaso cabe a máxima popular: "Casa de ferreiro, espeto de pau".

Acredita-se piamente que esse movimento grevista que está paralisando os trabalhos dos professores e demais funcionários na parte ocupada da universidade, seja fruto da manipulação bem feita no famoso "III Encontro de Formação Política e Militância Universitária (III EFPMU)", nos quais os poucos participantes das palestras durante o dia assistiam as mesmas com cartazes com os dizeres "Tô com Lula", pregados nas paredes do auditório, delatando o que realmente estava sendo tratado no tal "Encontro". O interesse por parte dos acadêmicos era pouco a julgar pelas fotos que circularam na época nas redes sociais, poucas pessoas Foto Divulgação Whatsappparticipando do encontro durante o dia, porém, nas noites o "Bicho pegava" nas festas regadas a muitas bebidas alcoólicas e  outras coisas que deixavam um cheiro estranho no ar.

"Isso é mentira, não tinha nada de bebidas no Câmpus durante o evento", defendeu uma acadêmica em um dos grupos do Whatsapp. O problema é que pela manhã bem cedo, no clarear do dia dois acadêmicos foram flagrados visivelmente bêbados e um deles ainda degustava na boca do litro as ultimas doses da festa. (Veja no Vídeo Abaixo)

O Outro Lado

Foto Divulgação WhatsappOs acadêmicos que estão se sentindo prejudicados com tal atitude anti democrática oriunda de uma minoria de acadêmicos de primeiro e terceiro períodos do Curso Educação do Campo que aparentemente estão buscando visibilidade e exigindo pagamento de bolsas em dia, além de auxilio moradia sendo que ao menos 10 deles estão em um alojamento cedido pela Diretoria Regional de Ensino, conforme acordo feito entre a UFT e a Diretoria.

Conforme o citado acima, vários acadêmicos dos cursos de Educação Física, Ciências Sociais, Pedagogia, inclusive muitos estudantes do 5º e 7º Período não ficaram cientes do tal  movimento criado por  esse pequeno número de pessoas. Sabemos que nos cursos existem pais de famílias, mães de famílias que estão estudando em busca de formação e estão sendo prejudicados profundamente por esses sujeitos, os quais são os que menos se dedicam nas atividades do curso.

A manifestação pegou muitos acadêmicos de surpresa, sendo que alguns moram em outras cidades e estão pagando aluguel sem estudar, enquanto alguns alojados, inclusive líderes do movimento recebem bolsas, moram no alojamento, pedem ajuda de mantimentos para funcionários do Câmpus e não querem pagar aluguel e nem têm a consciência de ceder os seus lugares para aqueles que ingressaram agora no curso, e mais, todos sabem que o Curso Educação do Campo funciona na modalidade Pedagogia da Alternância, portanto o aluno tem o Tempo Universidade (TU), e o Tempo Comunidade (TC), e ainda tem certos deles que ficam morando no alojamento no Tempo Comunidade, sendo que deveriam estar em suas residências e respectivas cidades de origem para fazer seus projetos e trabalho de campo.  O que leva a crer que estes estão tomando o alojamento como se fosse suas propriedades.

É preciso providências imediatas por parte do Serviço de Assistência Estudantil, até porque existem muitos acadêmicos do 1º Período que não recebem bolsas e necessitam de uma assistência maior por estarem  se adequando ao curso.

Os cabeças do movimento são três os quais estão sabiamente manipulando os demais pouco se importando com os prejuízos que estão sendo causados ao Câmpus como: Entrega de trabalho, aulas, provas, palestras, prejuízo aos funcionários terceirizados e a própria direção da lanchonete da universidade.

Os acadêmicos prejudicados orientam, que qualquer movimento que vier a acontecer seja ele qual for que antes tudo ocorra um diálogo entre todos os estudantes do Câmpus porque o diálogo ainda é a fonte da inteligência pra resolução de problemas. 

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Polícia Civil Prende Pai Acusado de Abusar da Própria Filha de Apenas 12 Anos em Aguiarnópolis

Foto da notícia

Data: 24/05/2018 11:36:04 - Visualizações: 5226

Notícias Relacionadas

19/05/2018
Mantendo a Tradição, Vereador Gerri do Ribeirãozinho Realiza Festa em Homenagem as Mães Tocantinopolinas

18/05/2018
Prefeitura Abre Inscrições Para o 30º “Arraiá da Alegria” de Tocantinópolis

18/05/2018
Funcionária de Carreira Assume Geap Saúde, Interinamente

18/05/2018
Paulo Gomes, Prefeito de Tocantinópolis Filia-se ao PSDB

18/05/2018
Preso com 24 kg de Maconha, Homem é Condenado a 9 Anos de Prisão em Tocantinópolis

18/05/2018
Tocantinopolino Acusado de Assassinato em Xambioá (TO), é Preso Por Equipe da PC e PM do Pará na Cidade de Piçarra

Todas as Notícias