Multiparentalidade: Casos São Comuns no Núcleo de Mediação e Conciliação em Araguaína

Data do post: 07/06/2018 14:04:53 - Visualizações: (277)    Imprimir

A medida é uma possibilidade recente no campo jurídico, assegurada pelo STF na análise da Repercussão Geral 622.

Defensoria Pública-TODe acordo com a coordenadora do Numecon Araguaína, defensora pública Pollyana Lopes Assunção, a multiparentalidade significa a consagração da família.

Acordos realizados no Núcleo Especializado de Mediação e Conciliação (Numecon) de Araguaína, no Norte do Estado, concretizam a tese firmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a multiparentalidade, que são os reconhecimentos oficiais de vínculos socioafetivos, sem exclusão da filiação biológica. A medida é uma possibilidade recente no campo jurídico, assegurada pelo STF na análise da Repercussão Geral 622.

Famílias procuram a Defensoria Pública do Estado (DPE-TO) buscando regularizar os diversos arranjos familiares. Um dos casos atendidos pelo Numecon é o de um casal que pensava em retificar o registro de nascimento da filha por constar apenas o nome do pai afetivo (o pai biológico tinha sido reconhecido por meio de exame de DNA).

No caso em questão, o pai afetivo Fábio Dias de Sousa compareceu à DPE-TO porque foi sugerido a ele que fosse retirado o seu nome do documento da criança para que fosse colocado apenas o nome do pai biológico. "A partir da análise da relação da criança e do assistido, foi orientada uma composição entre a mãe, o pai afetivo e os avós paternos biológicos, pois o pai biológico é falecido.  Desta forma, o nome do pai afetivo foi mantido, assim como o nome do pai biológico", explicou a conciliadora Vanessa Rossi Pereira.

Fábio convive há dois anos com a filha afetiva, de oito anos. “Ela se preocupa comigo, é amorosa, isto me cativou. A minha filha é uma bênção em minha vida, se tirasse meu nome, tudo bem, mas eu ia continuar sendo o pai dela. Se meu nome pode beneficiá-la, era melhor continuar como estava, e todos entenderam assim, ela inclusive fala que tem dois pais”, afirmou o assistido.

No acordo, os avós definiram, inclusive, a pensão alimentícia. “Todo mundo tem amor por ela, por não ter o nome do pai, não ia dizer que não somos avós dela. Nós sabemos que somos avós, mas faltava alguma coisa, não ter o nome do pai biológico estava tirando o direito dela. A gente estava querendo isto e aconteceu para honra e glória de Deus. Vai dar tudo certo até o fim porque a gente é todo mundo amigo”, disse a avó Francilina Fonseca Lima.

Outro caso atendido pelo Numecon Araguaína é de um homem de 28 anos, morador do Município, que procurou a DPE-TO a fim de ter reconhecido em seu registro os nomes dos dois pais, já que o pai afetivo o havia registrado, mas o pai biológico ainda não constava no documento do assistido. O procedimento foi realizado em acordo, após exame de DNA que comprovou a filiação biológica.

Segundo a coordenadora do Numecon Araguaína, defensora pública Pollyana Lopes Assunção, ao contrário da adoção – que extingue o vínculo parental – a multiparentalidade possibilita a manutenção dos genitores e acrescenta os pais socioafetivos. “Significa a consagração da família, possibilitando, assim, que a pessoa tenha em seus documentos o reconhecimento das relações estabelecidas de fato em sua vida, seja mais de um pai ou mãe”, destacou.

Jurisprudência

Deliberado pelo STF em setembro de 2016, o tema da Repercussão Geral 622, de relatoria do Ministro Luiz Fux, envolvia a análise de uma eventual “prevalência da paternidade socioafetiva em detrimento da paternidade biológica”. Ao deliberar sobre o mérito da questão, o STF optou por não afirmar nenhuma prevalência entre as referidas modalidades de vínculo parental, apontando para a possibilidade de coexistência de ambas as paternidade. Ao prever expressamente a possibilidade jurídica da pluralidade de vínculos familiares, a Corte Suprema consagra um importante avanço: o reconhecimento da multiparentalidade, um dos novíssimos temas do direito de família. 

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Luzinópolis, Vereadores Anulam Eleição Recente Para Eleger Outro Presidente

Foto da notícia

Data: 14/12/2018 04:23:03 - Visualizações: 1431

Notícias Relacionadas

16/12/2018
Em Menos de 24 Horas, Polícia Civil Prende Suspeitos de Explosão de Caixa Eletrônico em Abreulândia

16/12/2018
Agente de Polícia Civil é homenageado Pela Câmara de Vereadores de Dianópolis

16/12/2018
Integrantes da Secretaria da Segurança Participam de Reunião com MPE Sobre Lei da Escuta Protegida

16/12/2018
Com 96,3%, as Contas da Diretoria do SISEPE-TO São Aprovadas Pelos Sindicalizados

15/12/2018
Polícia Civil Prende Suspeito de Roubo e Ameaça no Interior do Estado

14/12/2018
Deputados Prestigiam Posse do Procurador-geral de Justiça no MPE

Todas as Notícias