Tocantins Discutirá Retirada da Vacinação Contra a Febre Aftosa

Data do post: 11/06/2018 13:22:26 - Visualizações: (76)    Imprimir

O Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) participará da 1ª Reunião do Bloco IV PNEFA 2017-2026, que faz parte, para discutir a execução das ações previstas no Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA), visando à retirada da vacinação contra a doença.

Adapec TocantinsO evento, que é uma organização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), será realizado entre os dias 12 e 14 de junho, em Vitória (ES). Juntamente com o Tocantins, no bloco IV, estão os estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e o Distrito Federal.

O Estado ocupa o 11º lugar no ranking nacional com 8,7 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) e está há 21 anos sem foco da doença. “O encontro específico do bloco IV é uma grande oportunidade de discutirmos as ações que estão sendo feitas e as próximas que servirão para efetivarmos, até 2021, a suspensão da vacinação contra a enfermidade”, avalia o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, acrescentando que: “Já estamos revisando nossas atividades, adequando e cumprindo às exigências para que tenhamos êxito nesse caminho que todo o Brasil está trilhando”, ressalta.

Durante a reunião, o diretor de defesa, inspeção e sanidade animal da Adapec, Francisco Ramos, apresentará a atuação do Sistema de Defesa Agropecuária tocantinense, que já tem colocado em prática várias estratégias exigidas: o recadastramento de propriedades rurais, intensificação e controle de trânsito animal nas barreiras fixas e móveis, manutenção de altos índices vacinais, controle de estoque de vacinas, mais agilidade no atendimento a notificação de doenças vesiculares, entre outros. “Sabemos que precisamos avançar mais, por isso, queremos ouvir os representantes de outros estados para trocarmos conhecimentos e melhorarmos ainda mais o nosso trabalho”, disse.

De acordo com o Ministério da Agricultura, a partir de maio de 2019, o Acre e Rondônia, além de municípios do Amazonas e Mato Grosso, iniciam a suspensão da vacinação. A previsão é que os produtores parem de vacinar o rebanho após maio de 2021, e o País inteiro seja reconhecido pela OIE como País livre de aftosa sem vacinação até maio de 2023.

Fonte: ADAPEC Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Em Maurilândia do Tocantins, Jovem Mata Desafeto com uma Pedrada na Cabeça

Foto da notícia

Data: 16/06/2018 11:33:35 - Visualizações: 7670

Notícias Relacionadas

18/06/2018
Justiça Determina que INSS Conceda Benefício Assistencial a Jovem com Deficiência Mental

18/06/2018
Portaria Estabelece Expediente Especial Para Servidores em Dias de Jogos do Brasil

18/06/2018
Justiça Condena Ex-prefeito de Presidente Kennedy Por Improbidade Administrativa

18/06/2018
Produtor Rural tem até 25 de Junho Para Comprovar a Vacinação Antiaftosa

18/06/2018
Universidade é Condenada Por Proibir Estudante de Frequentar Aulas

18/06/2018
Em Ação, Defensoria Pública Pede Regularização de Fórmulas Alimentares Especiais

Todas as Notícias