Polícia Civil Indicia Suspeitos de Divulgar Fotos Íntimas de Adolescente no Interior do Estado

Data do post: 12/07/2018 17:20:45 - Visualizações: (693)    Imprimir

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Polícia Civil de Aragominas concluiu, nesta quinta-feira (12) as investigações referentes à divulgação de fotos e de um vídeo, ambos de conteúdo íntimo/pornográfico, de uma adolescente de 15 anos.

Secretaria de Segurança Pública-TOSegundo o apurado, a menor teve um relacionamento por cerca de duas semanas com Guilhermy Timoteo de Carvalho, de 22 anos de idade.

Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil, durante os encontros, Guilhermy oferecia bebida alcoólica a adolescente, do tipo “Catuaba”, em que após ingeri-la, a adolescente embriagada, tinha relações sexuais com o indivíduo. Ainda, certa vez, após terem relações sexuais, estando à adolescente sob o efeito de álcool, e a pedido do autor, ela tirou algumas fotos e fez um vídeo, ambos de cunho íntimo/pornográfico e os enviou a Guilhermy.

A ex-companheira do suspeito, Alline Ribeiro Barbosa, de 20 anos, tomou conhecimento das fotos e de posse do celular de Guilhermy, passou a conversar com a adolescente e ameaçou divulgar as fotos e o vídeo. Após esta conversa, as fotos e o vídeo foram divulgados nas redes sociais, causando um enorme constrangimento a vítima e a toda a sua família.

Segundo Alline quem divulgou as fotos fora Guilhermy em grupos de whattsapp, mas reconheceu que postou o vídeo da adolescente no perfil da rede social enquanto conversava com a mesma. Segundo Guilhermy, quem divulgou as fotos foi Alline.

O Delegado responsável pelo caso concluiu o inquérito, sendo Guilhermy indiciado pelos crimes previstos nos Arts. 241-A (divulgar fotos/vídeo de cunho pornográfico que envolva adolescente), 241-B (armazenar fotos/vídeo de cunho pornográfico que envolva adolescente) e 243 (oferecer bebida alcoólica a adolescente), todos do Estatuto da Criança e do Adolescente, e o art. 215 (violação sexual mediante fraude) do Código Penal. No total, o homem pode ser condenado a uma pena de 20 anos de prisão.

Alline foi indiciada pelos crimes previstos nos Arts. 241-A (divulgar fotos/vídeo de cunho pornográfico que envolva adolescente) e 241-B (armazenar fotos/vídeo de cunho pornográfico que envolva adolescente). No total, a mulher pode ser condenada a uma pena de 10 anos de prisão. O caso agora fora encaminhado ao Poder Judiciário para as medidas legais cabíveis.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Veículo com Cinco Ocupantes Capota em Estrada Vicinal de Tocantinópolis

Foto da notícia

Data: 24/09/2018 00:32:53 - Visualizações: 3477

Notícias Relacionadas

24/09/2018
Polícia Civil Prende em Guaraí Homem que Estava Foragido do Sistema Semiaberto

23/09/2018
Eduardo Gomes Quer Trazer Mais Obras e Recursos Para Palmas

23/09/2018
Polícia Civil Prende Mais Dois Traficantes de Drogas em Palmas

23/09/2018
Unidade do CIOPAER Auxilia Transporte de Órgãos Doados no Tocantins Pela Segunda Vez em uma Semana

23/09/2018
No Bico do Papagaio, Carlesse Reúne Milhares de Pessoas; “Campanha Segue Cada Vez Mais Forte"

21/09/2018
Vistoria da DPE-TO Constata Ambiente Insalubre, Revistas Vexatórias e Superlotação na Cadeia Pública de Miracema

Todas as Notícias