Energisa Emite Nota Sobre Condenação Após Incêndio Causado Por Suposto Curto Circuito em Fazenda de Aragominas

Data do post: 10/08/2018 16:06:59 - Visualizações: (199)    Imprimir

Foi noticiado nos meios de comunicação de que a empresa Energisa havia sido condenada a pagar indenização de R$ 53 mil por causa de um incêndio que supostamente teria sido causado por um curto circuito nas redes pertencentes a empresa.

Foto: divulgaçãoSegundo a empresa, o laudo apresentado no processo é inconclusivo, não havendo perícia que reconhecesse a culpa da distribuidora como responsável pelo fato.

Na nota a Energisa esclarece ainda que no dia do ocorrido não aconteceu nenhuma falha na prestação  dos serviços que justificasse a condenação e que por isso a empresa acredita que  é inocente neste caso e irá recorrer da decisão.

Leia a nota na íntegra logo abaixo:

NOTA

A Energisa Tocantins informa que o laudo apresentado no processo é inconclusivo e que, não houve perícia que reconhecesse a distribuidora como responsável pelo fato. Bem como, não houve nenhuma falha na prestação dos serviços que justifique a condenação. Por isso, a empresa que acredita na sua inocência, irá recorrer da decisão.

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

Dois dos Três Jovens Acusados de Cortar Palmeiras em Rua de Tocantinópolis São Inocentados da Acusação

Foto da notícia

Data: 21/09/2018 00:46:29 - Visualizações: 3815

Notícias Relacionadas

23/09/2018
Unidade do CIOPAER Auxilia Transporte de Órgãos Doados no Tocantins Pela Segunda Vez em uma Semana

23/09/2018
No Bico do Papagaio, Carlesse Reúne Milhares de Pessoas; “Campanha Segue Cada Vez Mais Forte"

21/09/2018
Vistoria da DPE-TO Constata Ambiente Insalubre, Revistas Vexatórias e Superlotação na Cadeia Pública de Miracema

21/09/2018
Polícia Civil Prende Suspeito de Executar Morador em Situação de Rua

21/09/2018
Defensoria Pública Acompanha Reintegração de Posse de Área do Acampamento Dom Celso, em Porto Nacional

21/09/2018
Polícia Civil Prende Homem Suspeito de Cometer Assalto à Mão Armada

Todas as Notícias